Pravda.ru

Sociedade » Incidentes

Video de Gandhi:Segundo caso que ameaça acabar com YouTube

15.01.2007
 
Video de Gandhi:Segundo caso que ameaça acabar com YouTube

 O site YouTube pela segunda vez, depois do caso de vídeo de Cicarelli no Brasil, está ameaçado .  A  polémica estalou na Índia  por um vídeo divulgado pelo site  na internet. A ameaça é idêntica  e envolve sexo.

Ao contrário do caso-Cicarelli, em que os internautas  assistiram a cenas eróticas entre a actriz brasileira e o seu namorado numa praia de Espanha; na Índia a polémica estalou pela divulgação de um vídeo de uma performance do comediante Gautham Prasad em que simula um striptease de Mahatma Gandhi , No vídeo “Time to Get Sexy”, Prasad, um comediante indiano a viver nos EUA, aparece com vestes brancas que vai tirando, ao longo de pouco mais de três minutos, frente a uma pequena audiência.

Segundo o jornal Times of India, o Governo indiano pondera mesmo accionar legalmente o site para que o vídeo do humorista seja retirado imediatamente.

Esta situação gerou uma acesa discussão na Índia a propósito da censura, uma vez que o próprio Governo decidiu criticar os canais de televisão que decidiram difundir o vídeo. «Time to get sexy» já foi visto por quase cinquenta mil pessoas e comentado por mais de quinhentas, não havendo um consenso nas opiniões.

Enquanto alguns criticam, outros exaltam a liberdade de expressão proporcionada pela Internet. Num editorial publicado no jornal Hindustan Times é possível perceber a abrangência de opiniões sobre este tema, revelando que nem todos têm uma visão tão sagrada daquele que é considerado o pai da nação: «Gandhi nunca foi conhecido pelo seu sentido de humor (...), mas quando os líderes da nação ponderam fechar o Youtube pergunta-se se estão dispostos a irem porta a porta para se certificarem que alguém está a rir-se com um vídeo sobre Mahatma. (...) Uma piada é uma é uma piada.

Para o Governo, aceitar isso é como explicar uma piada porca a um grupo de freiras». Um porta-voz do Google, que recentemente adquiriu o portal de vídeos, afirmou que ainda não foi apresentado qualquer pedido formal para que o vídeo seja retirado.

Portugal Diário 


Loading. Please wait...

Fotos popular