Pravda.ru

Sociedade » Incidentes

Colômbia: Asilo Político para Julián Conrado‏

14.07.2011
 

Colômbia: Asilo Político para Julián Conrado‏

Colômbia: Asilo Político para Julián Conrado‏. 15305.jpegHá 40 dias da detenção-desaparecimento (doente) na Venezuela do cantor revolucionário Julián Conrado, militante das FARC-Exército do Povo

http://www.youtube.com/watch?v=dA_dO9bgi6Q&feature=related

QUE NÃO SE CALE O CÂNTICO REVOLUCIONÁRIO!

http://refugioajulian.blogspot.com/

VIDEO, liberdade para Julián Conrado:

http://www.youtube.com/watch?v=g21Dvf2G48s

Não mais entregas de perseguidos políticos ao regime terrorista colombiano!

Exigimos respeito ao Direito Internacional Humanitário!

Exigimos que lhe seja concedido asilo político na Venezuela

ou recebido para tratamento de saúde em um país neutro como o Brasil

 

A Convenção de Genebra estabelece que quando um Estado se declara neutro (o Brasil pelo menos reconhece que o conflito social, político e armado é um problema interno colombiano) e um combatente revolucionário é capturado em um país neutro, especialmente se este está doente, como é o caso de Julián Conrado, esse país não pode entregá-lo e sim conceder-lhe asilo ou remetê-lo a um terceiro país que seja efetivamente neutro.

 

As autoridades venezuelanas, que se reivindicam revolucionárias e socialistas estão privando de advogados o cantor Julián Conrado, que está doente, violando totalmente o Direito Internacional Humanitário (DIH) e a própria Constituição da República Bolivariana da Venezuela

 

Exigimos que sejam respeitados os direitos políticos e jurídicos de Julián Conrado (Guillermo Torres): que as autoridades venezuelanas permitam que os advogados tenham acesso a ele e que se respeite a convenção de Genebra, que as impede de entregá-lo ao regime colombiano que, submisso ao imperialismo, seguramente o entregará aos EUA.

 

 


Loading. Please wait...

Fotos popular