Pravda.ru

Sociedade » Incidentes

Sexo com filha interrompeu uma ligação por SMS

01.11.2006
 
Sexo com filha interrompeu uma ligação por SMS

Na cidade russa de Rostov-na Donu, região de Rostov, foi condenado a três anos de prisão um homem que praticava sexo coma sua própria filha adolescente. Algumas vezes a ter juntado a uma amiga dela. A denúncia foi feita pela mãe da menina graças a uma ligação por SMS.

Um texto chegado uma vez a móvel da filha, disse: “ Pequenita, prometeste o sexo, mas enganaste. Pois, o papai espera”.

 Surpreendida, Elena , a mãe da menina, escreveu do nome da criança :” Papai, o que foi que eu te prometí?” “ Prometeste um bejo frances e uma história para a noite” respondeu o homem.

 No dia seguinte, Elena, deixou uma declaração na Procuradoria local. A investigação revelou que seu marido, Iliya, na realidade tinha tido as relações sexuais com a prõpria filha, comunica o jornal local Gazeta de Don.

 Pela primeira vez o sexo aconteceu quando a menina tinha a idade de 11 anos , disse o adjunto do Procurador. Segundo as informações de Elena , ela pela primeira vez notou o interesse sexual do seu marido para a filha a ter ela 8 anos de idade.

 Naquela altura , Elena, deixou Iliya levando consigo a criança. Dois meses depois, Iliya foi condenado a prisão por um roubo. O esposo a ter escrito as cartas com disculpas , pediu para perdoar-lhe. E Elena lhe perdoou.

De acordo com as palavras da menina, Olga, uma vez a ter chegado da escola ela viu o pai a ser bébado. Ela adormeceu . “ Me despertaram as carícias . Abrí os olhos e ví o papai completamente nú “, disse Olga no julgamento.

A partir dalí o homem constantemente tinha tido praticado o sexo com a filha.

Tinha ciumes dela :“ Se reparar- te com algum macho, vou arrancar tuas pernas e o pénis dele”, ameaçava Iliya. Uma vez ao voltar da escola , Olga ficou surpreendida a ter visto seu pai fazendo sexo com uma das suas amigas. A amiga declarou que gosta de fazer sexo e propôs pratica-lo a três. Desde aqui eles frecuentemente faziam o sexo a três .

Um tribunal de Rostov-na-Don condenou o homem a três anos de prisão.


Loading. Please wait...

Fotos popular