Pravda.ru

Sociedade » Curiosidades

No Brasil, gêmeos de cores diferentes não são tão raros

28.10.2006
 
No Brasil, gêmeos de cores diferentes não são tão raros

No Brasil, irmãos gêmeos de tonalidades diferentes não são tão raros, por causa da forte miscigenação que ocorre no País. A lavadeira Judite Maria de Faria, de 40 anos, é a mãe brasileira de gêmeos de cores diferentes. Ela vive com os filhos Mateus e Marlon, de 10 meses, em uma casa de taipa no bairro Cordeiro, na Zona Oeste de Recife, em Pernambuco ,de acordo com  Globo.

Ela não fazia idéia de como é raro o nascimento de gêmos com cor de pele diferente. Mateus é negro e Marlon é branco. Judite soube nesta quinta-feira (26) do caso dos gêmeos britânicos Layton e Kaydon, também com características diferentes, como os filhos dela. A diferença do caso de Judite é que tanto ela como o pai das crianças são negros.

Os dois bebês gêmeos de Pernambuco nasceram no Hospital Barão de Lucena, em 14 de janeiro deste ano. Segundo Judite disse a conhecidos, à época do nascimento, os médicos não deram explicação sobre a diferença entre os dois filhos, apenas estavam preocupados com a gestação dela, considerada de risco.

Judite passou por três internações no sexto mês de gravidez e os filhos nasceram aos sete meses de gestação. Eles ficaram internados até a completa recuperação.

A lavadeira mora às margens do Rio Capiberibe, em uma casa modesta, construída em taipa e acabada com barro pintado. Ela divide o único cômodo do imóvel com os dois filhos. Na sala está acomodada a cama e o berço dos bebês, que também dividem espaço com o fogão e o banheiro.

Ela lava roupa para duas famílias na região e é com isso que tira o sustento para criar os dois filhos. Com dificuldade, ela também recebe algumas doações de moradores dos bairros vizinhos e de pessoas que tomaram conhecimento da situação dela. O único vizinho de Judite mora em uma casa feita de papelão. 


Loading. Please wait...

Fotos popular