Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Estrangeiros têm vagas em universidades

27.01.2009
 
Estrangeiros têm vagas em universidades

Estudantes de 22 países da África e das Américas Central e do Sul, inscritos para vagas em universidades brasileiras participantes do Programa Estudante Convênio de Graduação (PEC-G), já podem consultar a relação dos selecionados. Dos 1.603 inscritos, 685 foram escolhidos para ingresso em cursos de graduação no primeiro ou segundo semestre de 2009.

O PEC-G é um programa desenvolvido pelos Ministérios das Relações Exteriores e da Educação, em parceria com universidades públicas, federais e estaduais, e particulares. O objetivo dessa ação governamental é oferecer oportunidades de formação a cidadãos de países em desenvolvimento com os quais o Brasil mantém acordos educacionais e culturais.

No PEC-G, explica Hilton Sales Batista, técnico em assuntos educacionais da Secretaria de Educação Superior (Sesu) do MEC, o aluno estrangeiro cursa gratuitamente a graduação, mas precisa atender outros critérios, entre eles, provar que é capaz de custear suas despesas no país e ter certificado de conclusão do ensino médio ou curso equivalente. Também é exigida a proficiência em Língua Portuguesa de cidadãos de nações fora da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Entre os países africanos, aparece em primeiro lugar Cabo Verde, com 205 estudantes selecionados, seguido por Guiné-Bissau (182), Angola (118) e Congo (54). Das Américas Central e do Sul, o Paraguai envia 29 alunos, vindo em seguida Equador (28), Bolívia (12) e Peru (11).

Dados da Secretaria de Educação Superior do MEC, relativos ao processo de seleção 2008-2009, mostram que os cursos mais procurados pelos candidatos ao PEC-G foram as engenharias, medicina, administração e ciências econômicas.

Calendário

As 64 instituições de ensino superior que tiveram estrangeiros selecionados nesta edição do programa, informa Hilton Batista, precisam enviar à Sesu os calendários de início das aulas do primeiro e do segundo semestres, além de telefones e correio eletrônico para contato. De posse dessas agendas, a Secretaria de Educação Superior e o Ministério das Relações Exteriores vão comunicar aos estudantes em que período precisam estar no Brasil para o início das atividades escolares.

A lista dos selecionados por país e universidade, além da data de início dos cursos está no portal do Ministério da Educação.

MEC

Loading. Please wait...

Fotos popular