Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Festroia – o primeiro festival de cinema CarbonoZero

15.05.2007
 
Pages: 12
Festroia – o primeiro festival de cinema CarbonoZero

O Festroia 2007 é o primeiro festival internacional de cinema CarbonoZero®. Isto significa que as emissões de gases com efeito de estufa (GEE) resultantes das actividades do festival serão quantificadas e compensadas, através do sequestro de uma quantidade equivalente de dióxido de carbono (CO2) numa área de nova floresta autóctone em Portugal, anulando assim o respectivo efeito no clima.

O projecto envolve a contabilização das emissões associadas à energia consumida nas salas e restantes espaços onde decorre o festival, ao tratamento dos resíduos produzidos, ao transporte de carga e às deslocações da organização, convidados e público.

A compensação será efectuada na Herdade da Gâmbia, em Setúbal, uma área que começou a ser intervencionada no final de 2003, com a plantação de espécies características da região: sobreiro e pinheiro-manso.

Com o apoio CarbonoZero, será possível garantir a gestão adequada deste novo povoamento, contribuindo decisivamente para que venha a atingir a maturidade e optimizando a sua capacidade de sequestro carbono.

Enquadrada numa zona de grande beleza paisagística e riqueza biológica, a Herdade da Gâmbia está parcialmente classificada como Zona Especial de Protecção (ZEP) e Zona de Protecção Especial (Rede Natura 2000), encontrando-se também inserida na Reserva Natural do Estuário do Sado.

A associação do Festroia à sensibilização ambiental é uma prática com mais de vinte anos e iniciou-se com a criação da secção competitiva O Homem e a Natureza, onde todos os anos são exibidas curtas e longas-metragens do mundo inteiro, mostrando que a preocupação com este tema tem uma extensão verdadeiramente global.

Além do estatuto de Evento CarbonoZero®, o Festroia 2007 tem catálogos e booklets oficiais impressos em papel reciclado e com tintas vegetais.

Em termos de programação, o festival deste ano conta, como é habitual, com um conjunto de filmes sobre temáticas ambientais que competem na secção O Homem e a Natureza.

De entre as 21 obras a concurso, destaque para a curta documental portuguesa Selvagens: a última fronteira, de Filipe Araújo, para o documentário peruano Tambogrande, de Ernesto Cabellos e Stephanie Boyd, e ainda para A assembleia: o regresso dos sonhadores de baleias, longa-metragem filmada ao longo de uma década por Kim Kindersley e produzida pelo músico Julian Lennon.

No Dia Mundial do Ambiente, 5 de Junho, será efectuada da parte da manhã uma visita à Herdade de Gâmbia, para que jornalistas e convidados do festival possam ver in loco o que significa ser CarbonoZero.

À tarde, será exibido um conjunto de pequenos documentários da série Global Focus, que nos dão a conhecer os vencedores dos Prémios Goldman entre 2004 e 2006: pessoas normais que fizeram coisas extraordinárias pelo planeta. A apresentação destes filmes estará a cargo de Susana Fonseca, vice-presidente da Quercus e apresentadora do programa Minuto Verde na RTP.

Sobre a CarbonoZero® - Uma Marca pelo Clima

CarbonoZero® é um instrumento voluntário que permite a cidadãos e empresas quantificar as suas emissões de carbono e compensá-las através do co-financiamento de áreas de floresta autóctone em Portugal que sequestram dióxido de carbono em quantidade equivalente à emitida.

CarbonoZero é uma marca portuguesa, desenvolvida por entidades nacionais com competência nas áreas da economia do carbono, comunicação e gestão florestal, e assente na floresta, enquanto recurso endógeno.

O objectivo CarbonoZero é associar a compensação de emissões a outros benefícios ambientais e sociais da floresta, ou seja, promover e valorizar uma floresta autóctone sustentável. As áreas florestais integradas na bolsa de compensação CarbonoZero são seleccionadas de acordo com um rigoroso conjunto de critérios de elegibilidade, que garante uma gestão florestal adequada, a utilização de espécies indígenas, a prevenção activa contra incêndios e a utilização da floresta como espaço de lazer.

A missão CarbonoZero passa também pela sensibilização da sociedade portuguesa para a necessidade de combater as alterações climáticas e para o papel fundamental que a floresta nacional pode e deve ter nesse combate.

CarbonoZero é sujeito a verificação externa independente, realizada anualmente pela multinacional de consultoria e auditoria Deloitte, sendo os resultados divulgados publicamente.

Mais informação em www.carbono-zero.com

Sobre as Alterações Climáticas

O combate às alterações climáticas é um dos desafios fundamentais do século XXI. As actividades humanas libertam para a atmosfera gases com efeito de estufa, o mais significativo dos quais é o dióxido de carbono (CO2).

O aumento da concentração destes gases está já a afectar o clima e as previsões apontam para que os efeitos sejam cada vez mais sensíveis: aumento da temperatura global, furacões mais frequentes e destruidores, retracção das calotes polares do Árctico e seca extrema em algumas regiões do globo, enquanto outras são cada vez mais afectadas por inundações.

O 4º Relatório do Painel Intergovernamental sobre as Alterações Climáticas (IPCC), lançado em Fevereiro de 2007, reafirma estas evidências e identifica explicitamente as emissões antropogénicas de gases com efeito de estufa como o factor determinante para o aquecimento do planeta.

Pages: 12

Loading. Please wait...

Fotos popular