Pravda.ru

Sociedade » Cultura

Cura gay

12.07.2013
 
Cura gay. 18502.jpeg

Movido por razões ideológicas, o Partido dos Trabalhadores se empenhava em influenciar e dirigir a Comissão de Defesa dos Direitos Humanos da Câmara Federal. Tratava-se de uma postura ideológica, pois nessa condição o PT pretendia ser fiel aos valores da revolução burguesa de 1789, na França, cuja pretensão era garantir os direitos humanos no âmbito do capitalismo emergente. Mas, o PT há muito deixou de ser ideológico. Sobrepõem-se nele, os interesses fisiológicos.

Gilvan Rocha

O Partido Social Cristão-PSC é da base aliada do governo e essa aliança confere algum tempo a mais nos programas políticos de televisão e isso é de importância para os propósitos escusos de um partido que se rotula dos trabalhadores. Imbuído do propósito fisiológico de se manter no governo a todo custo, o PT viabilizou a candidatura do pastor Marcos Feliciano representante do fundamentalismo evangélico com a anuência tanto do PT quanto do PCdoB. Não foi do "céu", portanto, que caiu a figura do sr. Feliciano. A sua eleição foi fruto de um abominável acordo em que o petismo não se negou abrir mão dos seus propósitos humanistas, para ceder lugar a um tresloucado fascismo. Controlando a Comissão dos Direitos Humanos, o fundamentalismo evangélico, buscou viabilizar um projeto de lei que admitia a "cura gay", partindo do pressuposto de que a homossexualidade é uma doença.

Diante da repercussão dessa iniciativa fascista, levantaram-se os setores mais esclarecidos em um forte protesto a tamanha agressão. Não devemos deixar, entretanto, passar despercebido aquilo que já dissemos: o avanço da direita fascista deve-se ao comportamento fisiológico dos que, indevidamente, se rotulam de esquerda como são os casos dos citados partidos PT e PCdoB. Não fosse a anuência dessas agremiações, empenhadas em abocanhar espaços institucionais que sirvam ao seus projetos de se locupletar das benesses que o Estado burguês lhe concede, o fundamentalismo fascista do sr. Feliciano não teria galgado tantas alturas. Repudiemos o fascismo, porém repudiemos também, o fisiologismo que sacrifica qualquer posição ideológica, mesmo burguesa, em nome de interesses menores.

Artigo publicado anteriormente no blog do Gilvan Rocha

*Gilvan Rocha é militante socialista desde muito jovem. Em 2005 Participou como fundador do Partido Socialismo e Liberdade-Psol. É autor dos livros: "Vermelho Cor de Esperança", "Bye, bye PT", "Meio Século de Caminhada Socialista", "Comunistas filhos da pátria", e "1964: A grande derrota e outros textos pertinentes" lançado em 2010. Atualmente é membro do diretório estadual do Partido Socialismo e Liberdade - PSOL. É presidente do Centro de Atividades e Estudos Políticos - CAEP. Escreve, sistematicamente no caderno Opinião, do jornal O Povo - CE, jornal Gazeta do Oeste, Mossoró e no Correio Cidadania, SP. E-mail: gilvanrocha50@yahoo.com.br

http://www.debatesculturais.com.br/cura-gay/

 


Loading. Please wait...

Fotos popular