Pravda.ru

Ciência

Espanha quer tirar o tesouro fantástico achado por Odyssey

22.05.2007
 
Espanha quer tirar o tesouro fantástico achado por Odyssey

Dezesete toneladas de moedas em ouro e prata foram encontradas no fundo do Atlântico pela uma equipa norte-americana. Surpreendida ,  Espanha começou a investigando se um dos maiores tesouros encontrados submersos foi pilhado de suas águas ou dos destroços de um galeão espanhol, afirmou o governo nesta segunda-feira.

A empresa que caça tesouros Odyssey Marine Exploration, com sede na Flórida, informou na sexta-feira ter recuperado legalmente moedas de ouro e prata estimadas em 500 milhões de dólares dos destroços de um navio da era colonial denominado Black Swan, em uma localidade não divulgada no Oceano Atlântico.

"Estimamos que esta descoberta represente a maior colecção de moedas jamais recuperada em destroços", anunciou em comunicado a organização baseada em Tampa (Florida). A Odissey baptizou provisoriamente os destroços de "Cisne Negro", antes de o poder identificar mas guardou cuidadosamente segredo sobre a sua localização.


Entretanto o Ministério da Cultura espanhol classificou a descoberta como suspeita e disse que o saque pode ser de um galeão espanhol naufragado ou dos restos do HMS Sussex, localizados perto da costa de Gibraltar, que Espanha e Grã-Bretanha deram permissão para a Odyssey investigar.
"Tanto a tomada (do tesouro) de águas espanholas ou a retirada de um navio espanhol que naufragou fora de águas espanholas seriam ilegais", disse uma porta-voz do ministério.
"O Ministério da Cultura informou a suspeita de uma possível pilhagem criminosa e nós alertamos a guarda civil (polícia) que está investigando."

O governo de Gibraltar disse que a retirada não tem nada a ver com o Sussex, um navio britânico que afundou durante uma tempestade em 1694.

Entretanto, funcionários do Ministério da Defesa em Gibraltar afirmaram que um navio da Odyssey ancorou nas docas semana passada e que um avião da American Airlines, especialmente fretado, pousou na colônia britânica na quarta-feira antes de embarcar a carga e voar para Tampa, Flórida, onde a Odyssey tem sua sede.

Missão Secreta
A Odyssey disse não saber nada sobre a investigação espanhola e afirmou que em nenhum ponto a missão de resgate adentrou a jurisdição espanhola um ponto que estaria feliz em comprovar.
"O resgate foi conduzido em conformidade com a Lei de Salvamento e com a Lei do Tratado Marítimo, além de águas territoriais ou da jurisdição legal de qualquer país", informou a companhia por meio de um comunicado.

A Odyssey afirmou que vai anunciar a identidade do navio naufragado somente depois que ela for confirmada por pesquisas e vai liberar mais detalhes das moedas, assim que todas elas forem documentadas.

A sociedade Odissey conta já com a descoberta dos destroços do navio SS Republic, que se afundou ao largo das costas americanas em 1865, e que tinha no seu interior cerca de 65 mil objectos, incluindo cerca de cinquenta mil moedas com um valor aproximado dos 75 milhões de dólares (cerca de 55 milhões de euros).

 Com Reuters


Loading. Please wait...

Fotos popular