Pravda.ru

Ciência

Brasil: aumenta o acesso à Internet pela Terceira Idade

14.11.2013
 
Brasil: aumenta o acesso à Internet pela Terceira Idade. 19207.jpeg

RIO DE JANEIRO/BRASIL - No Brasil, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a população enquadrada na chamada Terceira Idade do Brasil acessa cada vez mais a Internet. Segundo o Instituto, de 2005 a 2011 aumentou em 222,3% o número de pessoas mais velhas, com 50 anos ou mais, acessando a Internet.

Por ANTONIO CARLOS LACERDA

PRAVDA.RU

No Brasil, cada vez mais, aumenta o acesso à Internet pela Terceira Idade

Entre as faixas etárias investigadas, foi a que teve maior crescimento relativo no período. Mais 5,6 milhões de pessoas com 50 anos ou mais passaram a acessar a Internet nesse período.

Ainda assim, a camada mais idosa da população é a que, proporcionalmente, menos acessa a rede mundial de computadores. Do total da população com 50 anos ou mais de idade, 18,4% se conectaram, de alguma forma, por meio de microcomputadores ou notebooks, em 2011.

Antes, em 2005, a proporção era de 7,3%. As informações estão no levantamento "Acesso à Internet e Posse de Telefone Móvel Celular para Uso Pessoal", com base em informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad 2011).

Especialista diz que para os mais jovens, a adaptação a novas tecnologias é mais natural, enquanto os mais velhos, em geral, demoram mais um pouco. Mas há necessidades para eles, como ter que se adequar ao mercado de trabalho, declarar Imposto de Renda e se conectar a bancos.

Os mais jovens são os que mais acessam a Internet. Na camada dos 15 a 17 anos, 74,1% navegaram pela Rede Mundial de Computadores em 2011. Antes, em 2005, 33,7% da população dessa faixa etária estava conectada na Internet. Entre os que tinham 10 a 14 anos, 63,6% tiveram acesso.

Já entre a população de 18 ou 19 anos, 71,8% navegaram pela WEB em 2011 - em 2005, essa proporção era de 32,7%.

À medida que a população vai ficando mais velha, o percentual de pessoas que utilizaram a Internet em 2011 vai caindo: de 20 a 24 anos (66,4%), dos 25 a 29 anos (60,3%), dos 30 aos 34 anos (53,9%), dos 35 aos 39 anos (48,4%), dos 40 aos 44 anos (41,3%) e dos 45 aos 49 anos (36,8%).

A pesquisa do IBGE foi feita através de entrevistas com cerca de 359 mil pessoas, em 1.100 municípios brasileiros, e o Instituto levou em conta apenas o acesso à Internet via microcomputadores ou notebooks. A navegação em celulares e tablets não foi considerada.

O IBGE constatou também que 46,9% dos homens com dez anos ou mais de idade acessaram a Internet em 2011, num total absoluto de 37,7 milhões de pessoas. Entre as mulheres, essa proporção foi de 46,1%, totalizando 40 milhões de pessoas.

De 2005 a 2011, verificou-se um forte crescimento entre as mulheres que se conectaram à rede mundial de computadores, especialmente entre as mais velhas. Em 2005, as mulheres só tinham percentual de participação maior que o dos homens em grupos etários abaixo dos 30 anos. Em 2011, esse perfil mudou, e até mesmo na faixa dos 40 aos 49 anos, a participação relativa de internautas foi igual entre homens e mulheres.

ANTONIO CARLOS LACERDA é Correspondente Internacional do PRAVDA.RU

 


Loading. Please wait...

Fotos popular