Pravda.ru

Ciência

Pesquisa liga visão e estilo de vida

07.03.2015
 
Pesquisa liga visão e estilo de vida. 21757.jpeg

Pesquisa inédita revela que os grandes vilões da saúde ocular no Brasil  são a falta de acompanhamento médico,  sol, dieta, estresse e sono.

 

Quando o assunto é saúde ocular, brasileiros com idade entre 25 e 65 anos fazem vista grossa para a prevenção, apesar de 77% afirmarem que a visão é um sentido muito importante. É o que mostra  pesquisa online coordenada pelo oftalmologista Leôncio Queiroz Neto do Instituto Penido Burnier. Desenvolvida de 13 de janeiro a  12 de fevereiro deste ano, contou com a adesão de 814 pessoas.

Queiroz Neto explica que a meta da iniciativa é oferecer orientações de estilo de vida que previnam as doenças oculares mais comuns no país. Isso porque, a estimativa da OMS (Organização Mundial da Saúde) é de que 80% dos casos de cegueira resultam de doenças tratáveis.

Falta acompanhamento médico

A pesquisa revela que metade das pessoas não faz acompanhamento oftalmológico anualmente, embora entre 25 e 65 anos,  64% tenham alguma dificuldade de enxergar. Para Queiroz Neto a falta de acompanhamento está relacionada ao fato de 47% acreditarem que os problemas de visão são percebidos logo que aparecem. O especialista ressalta que no início a maioria das doenças oculares passam despercebidas, com exceção das externas como conjuntivite, terçol ou inflamação da córnea. Consultar um especialista, ressalta, possibilita o  diagnóstico precoce de alterações que fazem grande diferença  no sistema ocular quando progridem.

Algumas dessas alterações são causadas, por exemplo, por medicamentos. Só para se ter uma ideia 9% dos participantes na pesquisa tomam corticóide continuamente. Por isso, correm o risco de ter glaucoma e não perceber a doença que é assintomática.

Guardar colírio como se fosse medicamento oral para outro familiar usar  é outro erro cometido por 35% dos brasileiros. Outros 5% enviam o medicamento para alguma organização. Queiroz Neto diz que colírio é igual a escova de dente - não pode ser compartilhado para não contaminar a outra pessoa. Depois de aberto, todos perdem a validade em 30 dias.

Catarata surge cada vez mais cedo

No Brasil a catarata, doença que torna o cristalino do olho opaco,  responde por 47% dos casos de cegueira e tem surgido cada vez mais cedo.  Não é para menos. Segundo Queiroz Neto a falta de proteção contra a  radiação UV (ultravioleta) emitida pelo sol aumenta em 60% a chance de contrair a doença. Este foi o caso de um paciente de 55 anos que teve de se submeter à cirurgia. O único tratamento para catarata é a cirurgia em que o cristalino opaco é substituído por uma lenta intraocular.  O especialista afirma que o comparativo da pesquisa atual com outra realizada por ele em 2010 aponta um aumento de 50% da proteção dos olhos no sol, mas nem metade dos brasileiros evitam que a  radiação UV atinja a visão,

Proteção solar

A pesquisa online revela que só 45% das pessoas protegem os olhos do sol durante o ano todo nas atividades externas. Outros 27% de vez em quando, 15% nunca, 7% só no verão e 5% não gosta de óculos solar.  Queiroz Neto diz que usar lente escura sem filtro UV é pior que a falta de óculos. Isso porque no escuro a pupila dilata e permite que uma quantidade maior de radiação penetre nos olhos. Outra doença desencadeada pelo sol, observa, é o pterígio, uma membrana fibrovascular que cresce do canto interno do olho em direção à córnea. Diagnosticado no início, pode ser tratado clinicamente. Em membranas maiores é indicada extração cirúrgica.  O especialista diz que a mais grave doença ocular desencadeada pelo sol é a degeneração macular, maior causa de cegueira irrecuperável no mundo. É caracterizada pela morte de células da mácula, porção central da retina que responde pela visão de detalhes. O sinal de que algo está errado com a visão é enxergar linhas tortuosas. Caso isso aconteça, a recomendação é marcar consulta com um oftalmologista imediatamente. Para Queiroz Neto o brasileiro deixa de proteger os olhos do sol porque ao contrário do que acontece com a pele todas estas doenças não aparecem imediatamente. A única que tem sinais imediatos é a ceratite, inflamação da córnea que deixa os olhos irritados. Na maioria dos casos o desconforto desaparece espontaneamente após algumas horas longe do sol. Mas a reincidência da falta de proteção pode causar queda da acuidade visual, provocada pela perda de células da superfície da córnea, adverte.

Dieta  é ignorada

No quesito alimentação só 18% das pessoas associam a dieta a uma boa visão e só 19% apontam o colesterol como  prejudicial à saúde ocular. Queiroz Neto esclarece que a os vasos da retina são muito semelhantes aos do coração. Por isso, um exame de fundo de olho pode indicar doença cardíaca, embora não substitua um check-up no coração. Esta similaridade faz com que os alimentos ricos em colesterol como frituras, carnes vermelhas, queijos amarelos, creme de leite e leite integral sejam contraindicados. Os alimentos mais reconhecidos como benéficos para a visão foram os ricos em  vitamina A citada por 69% das pessoas, vitamina E por 45% e  ômega 3 por 34%. Mas a maioria desconhece importantes nutrientes para a saúde dos olhos.

O médico recomenda incluir na alimentação:

Ovos, laticínios, cenoura, pimentão vermelho, manga e folhas de verde intenso

Vitamina A/ Betacaroteno

Protege a córnea e evita cegueira noturna

Amêndoas, semente de girassol

Vitamina E

Antioxidante, previne a degeneração da mácula

Frutas cítricas, mamão, tomate, brócolis

Vitamina C

Antioxidante, reduz o risco de catarata e degeneração macular

Mariscos, ostras, feijão, lentilha, nozes

Zinco

Antioxidante, previne

Degeneração macular

Gema de ovo, folhas verdes, ervilha

Luteína

Antioxidante, adia a catarata e combate a degeneração macular

Milho, pimentão amarelo, laranja,  abóbora.

Zeaxantina

Antioxidante, adia a catarata e combate a degeneração macular

Bacalhau, salmão, atum, semente de linhaça

Ômega 3

Combate olho seco e degeneração macular

Ele chama a atenção para a redução no consumo de sal para 5 g/dia. Isso porque, o consumo acima disso dificulta a manutenção da pressão osmótica entre as células do cristalino e forma  depósitos que antecipam o desenvolvimento da catarata.

Estresse e falta de sono

O estresse é um inimigo da visão para 68% dos participantes na pesquisa.Segundo Queiroz Neto, seguir uma dieta rica em antioxidantes diminui as sequelas na visão, mas quem é portador de herpes ocular invariavelmente tem crises da doença quando o estresse atinge níveis críticos. Outras alterações oculares relacionadas ao estresse são o blefaroespasmo ou piscar involuntariamente e a o tremor nas pálpebras, um claro sinal de que está na hora de parar.

O sono é irregular para 31% das pessoas e pode levar ao estresse oxidativo que tem como repercussão a formação da catarata.  Para amenizar o problema a dica do oftalmologista é desligar os equipamentos eletrônicos mais cedo.  Para quem precisa trabalhar até tarde recomenda inverter a cor de fundo da tela para receber menos luz e reduzir o estado de alerta. Afinal você vai precisar enxergar para manter uma boa integração com o mundo. Preservar a visão é fundamental..

  

Eutrópia Turazzi

LDC Comunicação

 


Loading. Please wait...

Fotos popular