Pravda.ru

Ciência

Mistérios do "buraco negro" do Oceano Atlântico

07.03.2007
 
Mistérios do "buraco negro" do Oceano Atlântico

Uma expedição britânica partiu nesta terça-feira (06) das Ilhas Canárias em uma viagem para perscrutar o centro da Terra. A equipe de 12 cientistas, chefiada pelo professor Roger C. Searle, da Universidade Durham, deixou Tenerife para uma missão de seis semanas com vistas a explorar um "buraco negro" nas profundezas do Oceano Atlântico.

"Nós conhecemos a face escura da Lua melhor do que nosso leito marinho", disse o professor ao jornal espanhol El País, antes de zarpar com sua equipe no barco RRS James Cook rumo à Dorsal Meso-atlântica, uma região do Atlântico situada entre a América do Sul e a África.

O local marca uma linha falsa, onde os cientistas descobriram um abismo instável entre as placas da Terra, com cerca de 5 km de profundidade e quase 4 km de largura.

Normalmente, quando as placas tectônicas da Terra se deslocam, uma fenda se forma, de onde magma vulcânico emerge para depois se resfriar e formar uma crosta. Mas na Dorsal Meso-Atlântica, a crosta não se formou e o manto profundo da Terra -- a casca rochosa que encerra o centro do planeta -- permanece exposto no leito do oceano.

Especialistas do Centro Nacional Oceanográfico do sul da Inglaterra explicam que a zona é "como uma ferida aberta na superfície da Terra". Mas eles desconhecem porque a crosta não se formou, e se declaram curiosos para saber quais mistérios podem ser encontrados no manto exposto.

A equipe de Searle irá fazer perfurações para coletar amostras em três regiões, usando um robô equipado com câmera digital que também fará leituras em alta resolução do leito marinho e transmiti-los para o barco para análises.

Searle disse ao El País que "conclusões definitivas" poderá demorar algumas semanas. "Esta é uma oportunidade única para ver como é o interior do manto da Terra", disse.

 Fonte G-1


Loading. Please wait...

Fotos popular