Pravda.ru

Federação Russa

Moscou se aproximou de Washington

29.09.2008
 
Moscou se aproximou de Washington

Os Estados Unidos e a Rússia tornaram-se reféns dos problemas regionais , escreveu Nikolai Zlobin, diretor dos programas russos e eurasiáticos no instituto da Segurança Global de Washington , num artigo publicado em diário Kommersant.

 Segundo Zlobin, a guerra no Cáucaso não alterou a essência das relações russo-norte-americanas, nem a dinâmica negativa que têm desde há muitos anos. Duas potências nucleares fracassaram totalmente em seu projeto global de integração recíproca e não conseguiram dar um novo sentido às relações bilaterais.

 Os EUA como sempre vêm na Rússia um país que há que seguir reformado. A Rússia, por sua parte, não cambiou nestes últimos anos o objetivo principal de sua política exterior, que é reduzir o domínio norte- americano na escala mundial.

Ambos enfoques , além de defraudar as expectativas , acabaram por debilitar Moscou e Washington, fazendo os vulneráveis perante uma multidão de fatores. Como resultado , ambos países se convertem cada vez mais os reféns de diversos problemas regionais, que estão longe da base real das relações bilaterais. Estas parecem já qualquer coisa menos relações entre dois países . São relações em torno de terceiros, se trata de Kosovo, Ossétia do Sul ou digamos , a OMC.

Todo dito, faz concluir que nas relações russo-norte-americanos não existem hoje os motivos reais para antagonismo ou confrontação o caráter global . Poderia parecer paradoxal, mas Moscou , após o reconhecimento da Ossétia do Sul e Abkházia , se aproxima muito mais de Washington e principalmente quanto à compreensão de processos que estão operando no mundo contemporâneo e à renúncia do modelo obsoleto da política internacional. 

 A Rússia e os EUA se aproximaram mais que nunca do ponto em que deveriam iniciar finalmente um diálogo sério em relação às bases da nova ordem mundial. Se trata de revisar os conceitos de segurança nacional, regional e global, definir novos contornos de Direito Internacional e criar modernas estruturas internacionais, capazes de travar as monumentais imprevisões que em ambos países substituíram por completo as estratégias da política exterior.

Para o conseguir tem que fazer três coisas. Primeiro é preciso superar , se ainda é possível o nível colossal da desconfiança e recíprocas mutuas. Segundo , Moscou e Washington deveriam deixar de assustar um a outro com isolamento, sanções e confrontação, pois nunca faltarão aqueles a pretenderem pescar em esse rio revolto. E, em terceiro , há que devolver um conteúdo produtivo às relações bilaterais em vez de envolver-se mutuamente na nova Guerra Fria.


Loading. Please wait...

Fotos popular