Pravda.ru

Federação Russa

Desfile gay em Moscovo resultou numa briga com "patriotas"

27.05.2007
 
Desfile gay em Moscovo resultou numa briga com "patriotas"

A polícia de Moscovo teve de intervir quando começaram confrontos físicos entre os manifestantes pró e contrários gay este domindo (27). Foram detidas cerca  de dez pessoas, entre eles aquelas que tentaram realizar um piquete em defesa dos direitos dos homossexuais junto do edifício da Câmara de Moscovo, proibido pelos autoridades. 

Entre os detidos, segundo a agência noticiosa Interfax, «está um dos organizadores da manifestação, Nikolai Alexeev», sendo que os manifestantes afirmam que a polícia prendeu também «um deputado do Parlamento Europeu», notícia esta que as autoridades russas não confirmam.

O piquete, que reuniu cerca de 40 pessoas, tinha por objectivo entregar na Câmara de Moscovo uma resolução do Parlamento Europeu onde se pedia às autoridades russas para permitirem a realização de uma parada gay no próximo ano.

No mesmo local concentraram-se também cabeças rapadas, monárquicos e representantes de várias organizações ortodoxas, os quais se manifestaram contra a realização de paradas das minorias sexuais. Noutra praça do centro de Moscovo, organizações ortodoxas e nacionalistas realizaram um comício sob a palavra de ordem «Pelo Verdadeiro Amor», protestando contra «a propaganda da homossexualidade» na Rússia.

 O  prefeito de Moscovo, Iuri Luzhkov, vetou oficialmente a proposta de ativistas homossexuais da metrópole de organização de um desfile, no dia 27 de maio.  A Rússia continua um  pais que considera homossexuais "anormais"  .  Entre os cidadãos que participaram de um debate sobre a questão em uma rede de televisão local, mais de 80% rejeitaram a idéia da Parada Gay em nome dos "valores nacionais".

A proibição foi justificada oficialmente pela "impossibilidade de bloquear o tráfego de automóveis ao longo do trajeto proposto" e da necessidade de "proteger os homossexuais" de ataques raivosos por parte de nacionalistas, skinheads e ortodoxos fundamentalistas.

 Pravda




Loading. Please wait...

Fotos popular