Pravda.ru

Federação Russa

Rússia e Portugal criam um grupo comum policial

26.04.2007
 
Rússia e Portugal criam um grupo comum policial

Estes dias se encontrou na Rússia o secretário  de Estado Adjunto e da Administração Interna de Portugal, José Magalhães. Teve do dia 24 de abril uma reunião com  ministro do Interior russo Rachid Nurgaliev, onde foi discutida a criação de um grupo de trabalho comum composto por efetivos policiais para interagir no combate ao crime organizado transfronteiras e ao terrorismo, informa o serviço de imprensa do ministério russo.

As partes chegaram à conclusão de que convém intensificar os esforços despendidos na luta contra o narcotráfico e contrabando de armas, assim como na organização de intercâmbio de informações operacionais, preparação e reciclagem de pessoal.

Agora, o Ministério do Interior de Portugal está preparado para recepcionar especialistas russos para uma troca de experiências nas áreas de introdução de novas tecnologias na ação da Polícia e criação de redes informativas, de telecomunicações e móveis unificadas, assim como sistemas policiais pessoais para transmissão de informações operacionais.

 Por seu lado, o secretário de Estado do Interior mostrou-se disposto a compartilhar alguns resultados do trabalho realizado na fabricação de documentos pessoais com identificadores biométricos, assim como as experiências acumuladas no desenvolvimento e uso de equipamentos seus leitores nos aeroportos.

Os representantes dos Ministérios do Interior da Rússia e Portugal examinaram também outras linhas de cooperação importantes, entre as quais o combate à fabricação de moeda falsa, transgressões aos direitos de propriedade intelectual, legalização de receitas ilícitas e fabricação e propagação de produtos falsos. Diante dessa necessidade, o Ministério do Interior da Rússia está prestes a desenvolver os contatos a fim de proteger os investimentos russos e investimentos portugueses feitos na economia de um e do outro país, incluindo os investimentos privados.

A finalizar, os interlocutores assinalaram que o caráter da ameaça global do terrorismo internacional e as proporções alcançadas pelo crime organizado transfronteiras necessitam uma maior consolidação dos esforços para que se possa fazer eficazmente frente aos novos desafios e ameaças da época.

 Nesse contexto, o senhor josé Magalhães confirmou a disposição de Portugal em sua condição de futuro presidente da União Européia no segundo semestre de 2007 para prosseguir na linha de reforço da interação entre a União Européia e a Rússia nos marcos de criação de um espaço comum de liberdade, segurança e Justiça.

Foi proposto convocar a primeira reunião do grupo de trabalho conjunto no segundo semestre de 2007 em Moscou. Do lado português, do encontro deverão participar uns representantes da Polícia Criminal, a qual faz parte do Ministério da Justiça de Portugal.


Loading. Please wait...

Fotos popular