Pravda.ru

Federação Russa

Rússia festeja o Dia do Defensor da Pátria

23.02.2007
 
Rússia festeja o Dia do Defensor da Pátria
A Rússia celebra hoje (23) em o Dia do Defensor da Pátria, antiga festa do Exército Vermelho que no país é festa de todos os homens.

A maioria dos russos opina que a festa de 23 de fevereiro não perdeu sua importância.

Uma sondagem realizada pelo Centro Nacional deEstudo da Opinão pública (VTSIOM) resulta que 73% da pupulação concidera que esta festa é ” importante e necessária hoje em dia”.  Para 46% dos entrevistados , em primeiro lugar, é festa de todos os homens. Não é uma coisa estranha porque na Rússia conforme a Lei do Serviço Militar estão obrigados a prestar o Serviço Militar obrigatório todos os homens com 18 anos completos e a cidadania russa. Além disso nas duas guerras mundiais e muitas locais  morreram dezenas milhões de russos. 

Os próprios homens, segundo a sondagem, consideram que se trata , porém , do dia de todos militares russos. (32% de total de enterrogados). Só 13% concidera a festa o dia de nascimento do Exército Vermelho, 8% que não se trata de nenhuma festa. Seundo a sondagem 67% dos interrogados estão convencidos que o Exército será capaz de enfrentar qualquer ameaça militar . Em 2002 só 59% da população pensava dessa maneira.  

O ato central ocorreu nos Jardins de Alexandre, junto à muralha do Kremlin, onde o presidente russo, Vladimir Putin, e o Estado-Maior do Governo e o Exército, assim como veteranos de guerra, colocaram flores ao pé do túmulo do soldado desconhecido.

Em um dia ensolarado, mas com uma temperatura de 20 graus abaixo de zero, a Orquestra Presidencial tocou o hino da Rússia, que mantém a melodia do da antiga URSS. Em seguida, a Companhia de Honra do Regimento do Kremlin desfilou em frente à chama eterna do monumento.

Oficialmente, o presidente Putin felicitou os militares em serviço e veteranos do Exército nesta quinta-feira, véspera da festa, durante uma recepção solene oferecida no Kremlin e seguida de um concerto para centenas de convidados.

Hoje, o novo titular russo da Defesa, Anatoli Serdiukov, que acaba de substituir Serguei Ivanov, felicitou militares e veteranos pela televisão.

Diversos partidos e movimentos juvenis governistas e opositores de esquerda realizaram separadamente concentrações em Moscou. A maior delas, organizada pelos comunistas, reuniu sob bandeiras vermelhas cerca de 2 mil militantes.

A Polícia, que mobilizou 5 mil agentes para proteger a ordem pública na capital, informou que os atos transcorreram sem incidentes.


Loading. Please wait...

Fotos popular