Pravda.ru

Federação Russa

Especialista russo defende direito do Irão a energia nuclear

18.04.2006
 
Especialista russo defende direito do Irão a energia nuclear

Rajab Safarov, director do Centro de Estudos sobre o Irão, baseado em Moscovo, defende que o Irão tem direito a desenvolver um programa nuclear pacífico, como outros países.

Segundo a agência noticiosa cubana Prensa Latina, Safarov exorta a comunidade internacional a acordar com Teerão uma saída razoável, que permita à Organização Internacional de Energia Atómica controlar o programa de Teerão, mas que satisfaça também os interesses iranianos.

O especialista russo afirma que não há provas de que o Irão esteja a desenvolver um programa nuclear militar.

Safarov considera que a recente resolução do Conselho de Segurança da ONU, exigindo uma moratória do programa nuclear iraniana é ilegal, dado que o Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares dá luz verde a investigações pacíficas sobre a energia atómica.

Sobre as suspeitas em torno do programa nuclear iraniano, Safarov aponta que nem o Conselho de Segurança da ONU, nem a OIEA apresentaram provas de que o Irão esteja a violar algum artigo do Tratado de Não Proliferação das Armas Nucleares.

Questionado pela agência Prensa Latina sobre as verdadeiras intenções do governo norte-americano de George W. Bush, Safarov respondeu que Washington opõe-se a que o Irão desenvolva o seu programa e reforce assim a sua independência face às potências ocidentais.

Os EUA também não desejam que o Irão floresça economicamente, assuma um papel liderante no mundo islâmico e rompa com a dependência em que os EUA mantêm países vizinhos. É com este fim que instrumentalizam mecanismos internacionais como o Conselho de Segurança e a OIEA.

Por outro lado, Safarov afirma que os EUA pretendem afastar a Rússia da sua participação no programa nuclear iraniano.

Luís Carvalho

PRAVDA.Ru

Loading. Please wait...

Fotos popular