Pravda.ru

Federação Russa

Presidente da Chechénia vai processar diretor de Memorial

17.07.2009
 
Presidente da Chechénia vai processar diretor de Memorial

O Presidente checheno Ramzan Kadyrov planeia processar o diretor do grupo de direitos humanos Memorial, que o acuse de estar atrás do assassinato da activista Natalya Estemirova, por difamação.

Estemirova, que tem investigado raptos e desaparecimentos em Chechnya para o Memorial, foi sequestrada e assassinada na quarta-feira em Daguestão.

Numa entrevista na rádio no dia seguinte, o diretor de Memorial disse que Kadyrov tinha ameaçado pessoalmente Estemirova sobre seu trabalho, e que subordinados ao líder checheno a tinha assassinado.

O advogado do Presidente, Andrei Krasnenkov, lançará um processo legal para defender a reputação do Presidente da república chechena com respeito a uma indicação feita pelo diretor Oleg Orlov, contra a honra, integridade e boa-fé nos negócios, tendo-o acusado de assassinar a activista Natalya Estemirova.

Disse que o processo será lançado em Moscovo, onde o Memorial é registado, e que uma indicação nas alegações da difamação estaria submetida o departamento da polícia de Moscovo.

Numa declaração publicada no sítio de Internet de Memorial na quarta-feira, Orlov disse: “Eu sei, eu estou certo de quem é de responsabilizar pelo assassinato de Natasha Estemirova. Nós todos conhecemos esta pessoa. Seu nome é Ramzan Kadyrov, presidente da República da Chechénia."


Loading. Please wait...

Fotos popular