Pravda.ru

Federação Russa

Washington é Washington, Teerão é Teerão

15.07.2009
 
Washington é Washington, Teerão é Teerão

Se o tratado START tem a ver com a redução dos arsenais nucleares da Federação Russa e os Estados Unidos da América, por quê tem de incluir a República Islâmica do Irão? Muito mais, porque a R.I. Irão não tem armas nucleares (Israel tem); o que tem é um programa pacífico nuclear para fins energéticas.

As negociações são entre a Federação Russa e os Estados Unidos da América para substituir o Tratado START-1 (1991) que termina em Dezembro deste ano. Por isso não tem lugar para terceiros, Irão não tem nada a ver com o Tratado.

A questão é a inclusão do escudo anti-míssil proposto pelos EUA e o programa iraniano de desenvolvimento de energia nuclear. Mas o que tem isso a ver com START? Nada. A outra questão é que se Israel tem o direito de ter armas nucleares, por quê Irão não pode ter um programa nuclear para fins pacíficos?

E quanto ao escudo norte-americano, por quê Irão teria de lançar um ICBM contra os EUA por cima da Europa e o Atlântico? Nem sequer tem tecnologia para ICBM. Muito mais a Coreia do Norte, que teria muito mais facilidade em atingir o alvo por cima do Pacífico.

Se bem que essa teoria de ligar o escudo ao Irão seria um ponto de discussão à volta da mesa, não tem nada a ver com os arsenais nucleares da Rússia (maior potência nuclear) e os EUA (segunda maior).

A Federação Russa está a favor do diálogo com a R.I.Irão e não sanções. Alguém impõe sanções contra Israel por ter um arsenal nuclear? Por roubar territórios que não lhe pertencem? Por continuar a explusar palestinos das suas terras? De continuar a edificar colonatos em territórios roubados?

Diálogo, debate, discussão…os fnundamentos da democracia. Alguns falam na democracia, outros a praticam.

Timothy BANCROFT-HINCHEY

PRAVDA.Ru

Directoe e Chefe de Redacção

Versão portuguesa


Loading. Please wait...

Fotos popular