Pravda.ru

Federação Russa

Lavrov explicou a Rice onde devem encontrar-se os observadores da OSCE

12.09.2008
 
Lavrov explicou a Rice onde devem encontrar-se os observadores da OSCE

Os tal chamados “mediadores”, o presidente francês, Nicolas Sarkozy, e presidente da Comissão Européia , Durão Barroso, após assinarem um acordo com a Rússia sobre a retirada dos pacificadores russos da zona de responsabilidade da Geórgia ( Poti-Senaki) e deslocação à este a região os observadores da OSCE, surpreenderam o governo russo.  Eles assinaram em Tbilissi um acordo, que contradiz aquele que fizeram horas antes em Moscou.

O documento firmado com Geórgia declara que a UE “defende o envio rápido de observadores para todo o território georgiano” , tendo em conta Ossétia do Sul e Abcásia.

Mas o ministro russo das Relações Exteriores, Serguei Lavrov disparou que o documento assinado pela Rússia refere que os observadores não iriam entrar na Ossétia do Sul nem na Abcásia, porque para a Rússia estas repúblicas  já não são o território georgiano, e os senhores  mediadores deveriam perceber isso e perceberam, claro,  assinando o acordo com a Rússia.

Foi isso mesmo que ele explicou na noite desta quinta-feira (11) por telefone a sua colega americana, Condoleezza Rice.

"Os observadores só poderão ficar nas fronteiras" destas duas regiões, afirmou, destacando que a segurança destes observadores será garantida por forças militares russas, disse.

 Por Lyuba Lulko


Loading. Please wait...

Fotos popular