Pravda.ru

Federação Russa

A visão de Medvedev: Uma Revolução Tecnológica

10.06.2008
 
A visão de Medvedev: Uma Revolução Tecnológica

No seu discurso na Reunião com os Líderes Políticos, Parlamentares e Cívicos da Alemanha em Berlim na quinta-feira passada, Presidente Dmitry Medvedev da Federação Russa falou da arena internacional e dos planos para a Rússia nos próximos anos. Nesta Segunda Parte, apresentamos os trechos mais importantes do seu discurso relativamente à política interna.

Na política interna, Dmitry Medvedev realçou as áreas dos negócios, da política, ONGs, a média e o ambiente. “A Rússia aposta na inovação para o seu futuro. Os indicadores macro-económicos numa fase de constante desenvolvimento e um alto nível de estabilidade financeira, social e política para os intervenientes sérios nos mercados globais e europeus, abrem novos horizontes para um investimento fiável e moderno,” declarou o Presidente.

Negócios e economia

“Nosso objectivo hoje não é só conseguir uma alta qualidade de crescimento económico mas também, de transformar a estrutura social da nossa sociedade, por meios que incluem o apoio para a classe média, que cresce rapidamente.”

As linhas-guia da política económica, na visão do Presidente, visam uma modernização “de todas as áreas chave da indústria e as infra-estruturas…uma revolução tecnológica”.

Dmitry Medvedev também realçou a necessidade de se empenhar num “trabalho sistemático e constante para melhorar o clima dos negócios, desfazer quaisquer barreiras administrativas excessivas e impedir a corrupção, que é um problema grave no nosso país, providenciar o máximo de apoio aos pequenos negócios, fortalecer a lei na nossa sociedade e Estado e criar um sistema jurídico independente e efectivo para formar a base do nosso programa económico”.

Política

“Nós…vemos evidência de desentendimentos e às vezes até uma compreensão distorcida de aquilo que acontece no nosso país. Colocamos imensa importância na melhoria do nosso sistema político e no desenvolvimento das instituições da nossa sociedade civil”.

Presidente Medvedev apontou que o processo de construir partidos políticos independentes levou décadas noutros países e que na Rússia, até hoje lá vão só dez anos – lembrando que nos dois últimos DUMA Estatais estiveram representados quatro partidos políticos, sinal de maturidade política.

Organizações Não-Governamentais (ONGs)

“O apoio para os ONG é uma das nossas prioridades mais claras. Muitas destas organizações foram maioritariamente financiadas a partir do estrangeiro até 2006. Eu duvido que qualquer país ocidental desenvolvido iria tolerar tal inundação esmagadora de capital estrangeiro no seu próprio ‘terceiro sector’. Por isso decidimos disponibilizar nossos próprios fundos para as organizações russas da sociedade civil”.

“Nós queremos muito ver tantas organizações não-governamentais a emergirem quanto possível, trabalhando em áreas desde a auto-governação nas regiões até ao aumento de tolerância e acordos inter-étnicos”.

Elogiou o clima de crescente diálogo entre as religiões, notando que as organizações religiosas aumentaram por cinco vezes nos últimos anos.

A média

Relativamente à comunicação social e liberdade da média, “Eu concordo plenamente que a liberdade da média precisa de ser protegida, que esta protecção precisa de ser estipulada na lei. Alguns anos atrás, a média precisava de protecção da escravatura por firmas privadas e agora precisa de protecção da pressão administrativa a vários níveis”.

Reconheceu que “estamos no limiar de uma liberdade total da média” que provém “do desenvolvimento imparável da Internet global. Para dar um exemplo, em 2000 havia só cerca de 3.000.000 utentes da Internet na Rússia. Até ao ano passado, esta cifra tinha aumentado para 30 a 35 milhões, um em cada três ou quatro russos, e os peritos dizem que vai continuar a aumentar rapidamente”.

A questão, para o Presidente, já não é só a liberdade, já que esta está garantida pela tecnologia digital, “que agora não pode ser parado mas também, como preservar valores morais e culturais neste espaço comum de informação…um dos desafios mais sérios enfrentando a civilização hoje em dia”.

O ambiente

“A Rússia consistentemente apoia os esforços da Alemanha para continuar a cooperação da U.E. nas alterações climatéricas e na redução das emissões de carbono. Nós estamos prontos para o diálogo numa larga gama de assuntos relativamente à protecção do ambiente, incluindo assuntos que dizem respeito ao Árctico”.

Dmitry Medvedev realçou também a necessidade de olhar para o futuro, e lembrou que o futuro colectivo da humanidade são as crianças no mundo de hoje. “Tudo que investimos nos nossos jovens hoje trará retornos no futuro”.

Timothy BANCROFT-HINCHEY

PRAVDA.Ru


Loading. Please wait...

Fotos popular