Pravda.ru

Federação Russa

Plano dos EUA transformará todos os europeus em reféns

07.05.2007
 
Plano dos EUA transformará todos os europeus em reféns

O chefe do Estado-Maior do Exército russo, Iuri Baluyevski, em declarações ao jornal Russiiskaia Gazeta, não excluiu a possibilidade de Washington "colocar mísseis balísticos de ataque, de médio e longo alcances, com múltiplas ogivas, nos silos do sistema anti-míssil ( NMD) na Polónia e República Checa".

Em causa está a instalação de uma dezena de rampas do NMD na Polónia e de um sofisticado radar na República Checa, em articulação com um sistema de detecção por satélite, plataformas marítimas e bases no Reino Unido, Groenlândia e Alasca.

Este plano transformará todos os europeus em reféns , afirmou Baluyevski, nesta sexta-feira (04). "Na Europa, ganha força a opinião de que sua população será refém de um jogo alheio, quando as apostas são feitas do outro lado do oceano e os europeus pagam a conta", disse o general.

A alta patente frisou que a "desculpa" norte-americana da "ameaça" do Irão e da Coreia do Norte para instalar o NMD na Europa de Leste "mascara o verdadeiro objectivo".

De facto, nem Teerão, nem Pyongyang possuem armas balísticas com um alcance entre os cinco mil e os oito mil quilómetros, capazes de chegar à Europa.

Na opinião de Baluyevski, o NMD deveria estar antes na Turquia, fronteiriça com o Irão e mais próxima da Coreia do Norte.

Portanto, "o objectivo — precisou — é alterar o equilíbrio estratégico a favor dos Estados Unidos, em resultado da criação de condições para uma utilização mais eficaz das suas forças nucleares". "Nenhum dos denominados países do mal possuem armas balísticas de 5 mil e 8 mil quilômetros de alcance, que representam um perigo real para a Europa", disse.

"Seria o lugar idôneo para colocar radares de detecção e bases de mísseis interceptores para abater foguetes em sua fase ativa. No entanto, o NMD será posicionado na Europa do Leste, isto quer dizer que os EUA têm outros planos", concluiu o general.

"O alvo principal do sistema anti-míssil na Europa de Leste é a Rússia", disse o general, condenando "o início de uma nova corrida descontrolada aos armamentos".

Na próxima semana, decorre em Bruxelas o Conselho NATO-Rússia, ao nível de chefes do Estado-Maior do Exército dos 26 países-membros da organização.


Loading. Please wait...

Fotos popular