Pravda.ru

Federação Russa

Rússia: Condecorado Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas

06.06.2006
 
Rússia: Condecorado Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas

O General Sanjar recebeu a condecoração “pelo seu contributo no fortalecimento da amizade e cooperação entre os povos de Angola e da Rússia e entre as forças armadas dos dois países”.

O acto ocorreu no decurso de uma recepção realizada na Embaixada de Angola em honra da visita à Rússia que o Chefe do Estado Maior General das FAA efectuou de 28 de Maio até hoje (Terça-feira).

Na ocasião, o Encarregado de Negócios a.i. da República de Angola na Federação da Rússia, ministro conselheiro Vasco Pedro, sublinhou que a visita do general Sanjar constitui “uma demonstração do estado excelente das relações existentes entre os nossos dois Povos e Governos, bem como do desenvolvimento da cooperação em vários sectores da vida nacional dos nossos dois respectivos países”.

Considerou que a mesma ocorre “num momento particular em que a Rússia apresenta muitas perspectivas ou projectos de cooperação para com o continente africano na sua generalidade”.

Durante a sua estadia em Moscovo, o Chefe do Estado Maior General das FAA manteve encontros com o seu homólogo russo, general Yuri Baluevski, com o director geral do serviço federal para a cooperação técnico-mllitar, Mikhail Dmitriev, e com o director geral em exercício da empresa estatal de comercialização de armamento “Rosoboronexport”, Vladimir Pakhomov. Foi, igualmente, recebido em audiência pelo presidente do tribunal de contas, Serguei Stepachin.

O general Sanjar que dirigiu uma delegação integrada por 6 oficiais generais dos três ramos das FAA visitou também as academias do Estado Maior General e Inter Armas e o centro de instrução Vistrel.

Outrossim, a entidade militar angolana visitou a base de manutenção e reparação de aeronaves e seus agregados em Kubinka, nos arredores de Moscovo, e a fábrica de Muromteplovoz, na cidade de Murom destinada a reparação e modernização de peças sobressalentes de todo tipo de material bélico de produção russa.

No final das conversações, foram alcançados resultados positivos quanto a possibilidade de as FAA poderem reparar os seus meios bélicos nas oficinas militares russas assim como a aquisição de outros meios para o reforço da capacidade técnica das suas tropas.

A instalação de oficinas de reparação e manutenção em Angola e a formação de quadros militares angolanos na Rússia foram questões que mereceram, igualmente, a atenção das partes.

A parte angolana poderá inclusive enviar candidatos para bolsas de estudo a partir do próximo ano lectivo, a iniciar em Setembro.

A delegação militar angolana partiu de Moscovo na manhã de hoje (Terça-feira) com destino à Lisboa em trânsito para Luanda.

Tó Bragança

Adido de Imprensa e Cultura

Embaixada de Angola

Moscovo


Loading. Please wait...

Fotos popular