Pravda.ru

Federação Russa

Nove empresas russas figuram entre 100 majores produtores e exportadores mundiais de armamento

02.09.2008
 

Nove empresas russas figuram entre 100 majores produtores e exportadores mundiais de armamento de acordo com o jornal Kommersant. A Rússia melhorou significativamente suas posições nesta lista confeccionada pelo prestigioso semanário norte-americano Defense News , mas algumas empresas , como o grupo aeronáutico MIG e a produtora de carros de combate Uralvagonzavod, ficaram ao margem por não desviar o passado ano , por vez primeira , o volume das ventas.

Encabeçam a qualificação das empresas norte-americanas , Lockheed Martin e , que em 20007 faturaram respetivamente US$38.500 milhões e US$32.080 milhões por a venda do material bélico. Depois seguem a britânica BAE Systems (US$29.800 milhões) e dois companhias e mais dois companhias mais norte-americanas: Northtrop Grumman (US$24.600 milhões) у General Dynamics (US$21.500 milhões ). Às cinco empresas citadas corresponde 40%

Em relação às empresas russas , o melhor resultado conseguiu Almaz-Antey que ingressou 2,9 mil milhões de dólares por a venda de sistemas de mísseis antiaéreos S-300 a China e Irão e subiu da 28 a 24 posição da lista.

Os grupos aeronáuticos Sukhoi e Irkut se elevaram de 65 a 37 e de 67 a 47 lugares respetivamente . Sukhoi vendeu no ano passado 49 caças , o máximo no período pós-soviético. Forneceu 24 aviões à Índia, 12 à Venezuela, 10 à Malásia e 3 à Argélia.

Em total , a Rússia exportou no ano passado o material bélico por valor de 7,5 mil milhões de dólares e pretende elevar esta cifra a oito mil milhões em 2008, segundo o prognóstico de MIchail Dmítriev, o diretor do Serviço russo para a cooperação técnica-militar.

 Tradução Lyuba Lulko


Loading. Please wait...

Fotos popular