Pravda.ru

Mundo

Executado segundo refém sul–coreano dos 22 mantidos em Afeganistão

31.07.2007
 
Executado segundo refém sul–coreano dos 22 mantidos em Afeganistão

O segundo refém sul–coreano dos 22 mantidos em Afeganistão foi executado a tiros ontem (30) anunciou o porta-voz dos talibãs Yusuf Ahmadi.

"Esta noite, às 20h30 (16h GMT) matamos o coreano Sung Sin com disparos ", disse. O corpo  foi encontrado esta manhã pelas autoridadesб segundo Itar -Tass. O primeiro refém, pastor de 42 anos foi abatido na quarta-feira passada.

Antes da execução, um dos principais negociadores do governo afegão, Wahidulá Mujadedi, declarou que havia pedido um prazo de 48 horas suplementares para ´preparar o caminho para uma solução aceitável.

"Não é política do governo soltar os prisioneiros mas continuam pedindo uma troca de prisioneiros e se negam a liberar as mulheres imediatamente", disse outro negociador, Mahmud Gailani, destacando que as negociações com os talibãs através dos chefes tribais e religiosos estavam ´bloqueadas´.

 Um funcionário afegão em Ghazni, que preferiu não ter o nome divulgado, afirmou que não estava excluída uma operação militar para tentar salvar os sul-coreanos.

 Veja fotos

 Os reféns estão divididos em pequenos grupos em diferentes lugares do distrito de Qarabagh, segundo as autoridades afegãs. Os insurgentes dizem por sua vez tê-los separado e distribuído por três províncias.

Depois de terem divulgado na segunda-feira o primeiro vídeo dos sobreviventes que retém no Afeganistão, os talibãs mantêm a oferta para trocar os detidos por prisioneiros seus nas cadeias do Governo afegão.

De acordo com a EuroNews, as imagens divulgadas na segunda-feira, sem som, pelos media afegãos, mostram mulheres asiáticas.

Recorde-se que no passado dia 19, 23 Sul-coreanos, entre os quais 16 mulheres duma missão evangélica, foram raptados na zona de Ghezni, quando faziam a ligação de autocarro entre Cabul e Kandahar


Loading. Please wait...

Fotos popular