Pravda.ru

Mundo

Começa XXI Cúpula Ibero-americana no Paraguai

29.10.2011
 

Começa XXI Cúpula Ibero-americana no Paraguai. 15838.jpegAssunção, (Prensa Latina) A XXI Cúpula Ibero-americana de Chefes de Estado e de Governo ficará oficialmente inaugurada nesta sexta (28) no Paraguai com o tema central Transformação do Estado e Desenvolvimento.

O ato de abertura está previsto para as 19:00, hora local, no teatro José Assunção Flores do Banco Central, no qual farão uso da palavra o presidente paraguaio, Fernando Lugo, e o secretário ibero-americano, Enrique Iglesias.

Nesta sexta-feira, os chanceleres poderão dar ponto final às deliberações dos documentos que serão apresentados aos governantes para sua aprovação, textos os quais foram analisados e consensualizados desde a última terça-feira pelos coordenadores nacionais e responsáveis por cooperação.

O tema "Transformação do Estado e Desenvolvimento" foi divulgado por Lugo em dezembro do ano passado ao concluir a XX reunião Ibero-americana, na cidade argentina de Mar de la Plata.

Na ocasião, disse que a temática escolhida servirá para promover "uma reflexão ao mais alto nível a respeito do papel fundamental do Estado como propiciador da transformação produtiva e do desenvolvimento das sociedades".

Ao redor desse eixo central também serão debatidos vários temas e assuntos propostos pelos países membros do bloco ibero-americano.

Este ano serão apresentados 18 comunicados especiais a serem avaliados pelos governantes, cinco a mais que os aprovados na reunião anterior de Mar de la Plata.

Entre eles estão o referido às Ilhas Malvinas, proposto pela Argentina; mudança climática para Durban, África do Sul, a coca originária e ancestral e desenvolvimento sustentável para o Rio de Janeiro correspondem à Bolívia.

O Brasil apresentará o Ano internacional dos afrodescendentes; a Costa Rica, o direito humano à paz; Equador, a iniciativa ambiental Yasunit ITT; e El Salvador, a imigração na Ibero-América, o qual é compartilhado por vários países.

As iniciativas do Paraguai referem-se à necessidade de livre trânsito para países sem litoral marítimo, à segurança cidadã e às migrações.

Cuba, por sua vez, apresentará dois projetos de comunicados especiais vinculados ao bloqueio econômico, comercial e financeiro e outro de apoio à luta contra o terrorismo.

Outras propostas correspondem à Espanha, Peru, México e aos países centro-americanos mais República Dominicana, esta última associada à ajuda oficial ao desenvolvimento nessa região do IV Fórum de alto nível sobre eficácia da ajuda.

Nessa quinta-feira, ontem, o primeiro a chegar à nação sul-americano foi o vice-presidente da Costa Rica, Alfio Piva, e depois o presidente espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, e o rei e a rainha da Espanha, Juan Carlos e Sofía.

Entre hoje e sábado pela manhã está prevista a chegada dos demais presidentes e delegações de organismos regionais e internacionais.

Até o momento, além da Costa Rica, estarão representados por seus vice-presidentes, Brasil, Uruguai, e Honduras. Enquanto Nicarágua, Venezuela, Cuba, El Salvador, Colômbia, Argentina e República Dominicana por seus chanceleres.

http://www.patrialatina.com.br/editorias.php?idprog=ba3c95c2962d3aab2f6e667932daa3c5&cod=8812


Loading. Please wait...

Fotos popular