Pravda.ru

Mundo

Venezuela fechou o canal de TV mais antigo do país

28.05.2007
 
Venezuela fechou o canal de TV mais antigo do país

Governo venezuelano não renovou a licença da emissora privada de TV "Radio Caracas Televisión" (RCTV), o canal mais antigo do país , que deixou de transmitir, após 53 anos,  sua programação em sinal aberto neste domingo , informa La Opinion. O presidente  Hugo Chávez, assumiu em um pronunciamento que todas as emissoras tiveram que transmitir, a responsabilidade pela decisão.

"Esta estação de TV se tornou uma ameaça ao país, então decidi não renovar a licença porque era a minha responsabilidade", disse ele, segundo a agência de notícias Associated Press.

Na última hora de transmissão em sinal aberto, diretores e funcionários da "RCTV" se despediram de sua audiência com o slogan "Um amigo é para sempre" e a promessa de se reencontrarem no futuro.

Com lágrimas nos olhos, artistas, jornalistas e outros funcionários da emissora agradeceram ao público pelo apoio e por todas as demonstrações de solidariedade manifestadas nos dias anteriores à interrupção do sinal aberto da "RCTV".

A freqüência será utilizada a partir desta segunda-feira (26) pela emissora "TVes", criada pelo governo do presidente Hugo Chávez.

Manifestantes em apoio à "RCTV" e membros da Polícia da Venezuela se enfrentaram neste domingo durante um protesto que acabou em violência diante da sede da Comissão Nacional de Telecomunicações, Conatel, em Caracas.

Os distúrbios, com lançamento de garrafas e outros objetos por parte dos manifestantes, começaram pouco depois das 18h (19h de Brasília). Onze policiais ficaram feridos, quatro gravemente, ao serem atingidos por pedras durante a manifestação.

Um grupo de pessoas, que participava da concentração contra a decisão do governo de não renovar a concessão da "RCTV", tentou forçar o cordão de segurança diante da sede da Conatel, no bairro de Mercedes, provocando a resposta das forças de segurança. As forças de segurança usaram jatos de água para dispersar os manifestantes e lançaram bombas de gás lacrimogêneo. Outras pessoas que participavam da concentração pediam calma e que a manifestação continuasse de forma pacífica, como as marchas que foram organizadas até agora para protestar contra a saída do ar da "RCTV".

Aliados do presidente Hugo Chávez convocaram uma manifestação nas avenidas centrais de Caracas para demonstrar apoio ao fim da concessão do sinal aberto da emissora, que o governo chama de "golpista" e de favorecer a elite econômica. "Concordo com o que está acontecendo", disse uma mulher à BBC. "Temos que apoiar nosso presidente. Eles foram longe demais e não o respeitaram. Foi demais."


Loading. Please wait...

Fotos popular