Pravda.ru

Mundo

Pinochet mantem em Hong Kong nove toneladas de ouro?

26.10.2006
 
Pinochet mantem em Hong Kong nove toneladas de ouro?

O ex-ditador chileno Augusto Pinochet manteve guardado numa conta de um banco de Hong Kong cerca de nove toneladas de ouro, estimados entre US$ 160 e US$ 180 milhões, informaram nesta terça-feira dois jornais chilenos, citando fontes judiciais. O governo declarou na terça-feira que já adotou medidas para confirmar a existência dos fundos.

O depósito, segundo as informações publicadas por "El Mercurio" e "La Nación", estava no nome de Augusto Pinochet Ugarte no Hong Kong & Shangai Banking (HSBC). De acordo com os jornais, as autoridades de Hong Kong informaram a existência do ouro ao Chile, por meio do Ministério de Relações Exteriores.

O ministro das Relações Exteriores do Chile, Alejandro Foxley, confirmou que recebeu informações sobre a suposta ocultação de ouro. O ouro não havia aparecido até agora nas investigações contra o ex-ditador por contas descobertas no exterior, no valor de US$ 27 milhões. Segundo ele, "será muito grave" se a informação for confirmada, e as contas relacionadas ao caso teriam de ser congeladas.

Pinochet disse nesta quarta-feira a seu advogado que o único ouro que possui é o de sua aliança de casamento. Pinochet, assim como ocorreu quando foram descobertas as contas secretas que possuía no exterior, negou a veracidade da informação.

Para o ex-presidente do Chile Eduardo Frei Ruiz Tagle, a descoberta do ouro de Pinochet "supera todos os limites". Tagle pediu aos tribunais que atuem no caso. O chanceler Foxley afirmou que o ministério já enviou aos tribunais cópias dos documentos recebidos e se disse certo de que, "em breve", serão ditadas medidas cautelares para recuperar o ouro.

Pinochet é julgado no Chile por fraude ao fisco e falsificação de passaportes após a descoberta de suas contas secretas no exterior. O general sofreu um embargo de seus bens, incluindo suas propriedades, e de parte dos fundos que tinha no Banco Riggs, nos Estados Unidos.

O processo sobre a origem da fortuna do ex-ditador está atualmente paralisado, enquanto se resolve um recurso de sua defesa para inabilitar o juiz a cargo do caso, Carlos Cerda, acusado de ser parcial. O magistrado está sendo substituído provisoriamente pelo juiz Juan González, a quem os promotores entregaram os antecedentes enviados por Hong Kong e pediram que tramite a retenção do depósito.

No entanto, já que não podem ser apresentados novos elementos ao caso, o juiz González está impedido de decretar diligências, salvo que seja ordenado pelo seu superior hierárquico, neste caso a 5ª Sala da Corte de Apelações de Santiago, a quem os promotores também recorreram para que autorize o juiz a agir o mais rápido possível.

"Infelizmente, pode acontecer", comentou González, ao admitir que o ouro pode ser levado a outro lugar se não forem ditadas medidas cautelares com urgência, o que está impedido de fazer, “salvo se houver uma ordem" permitindo sua atuação.

Durante o governo Pinochet, entre 1973 e 1990, calcula-se que houve três mil mortos ou desaparecidos. Outras 28 mil pessoas foram vítimas de torturas, incluindo a atual presidente Michelle Bachelet.

Até agora, Pinochet, de 90 anos, conseguiu se livrar de um julgamento por violações de direitos humanos e delitos financeiros, alegando problemas de saúde física e mental.


Loading. Please wait...

Fotos popular