Pravda.ru

Mundo

Ex-primeiro-ministro da Ucrânia recebeu 9 anos de prisão

26.08.2006
 
Ex-primeiro-ministro da Ucrânia recebeu 9 anos de prisão

 Um tribunal federal dos Estados Unidos condenou nesta sexta-feira o ex-primeiro-ministro da Ucrânia Pavlo Lazarenko, no poder entre 1996 e 1997, a nove anos de prisão e a pagar uma multa de US$ 10 milhões por lavagem de dinheiro, fraude eletrônica e extorsão.

Foi detido ao chegar aos Estados Unidos em Fevereiro de 1999 e, a 3 de Junho de 2004, um júri considerou-o culpado de 29 acusações, nomeadamente de lavagem de dinheiro através de bancos norte-americanos durante o seu mandato.

 
É o primeiro dirigente estrangeiro a ser julgado e condenado nos Estados Unidos depois do antigo chefe de Estado do Panamá, general Manuel Noriega, condenado em 1992 a 30 anos de cadeia por tráfico de drogas.

No julgamento, os advogados de defesa de Lazarenko alegaram que o seu cliente era um empresário que enriquecera com o desmantelamento da União Soviética .

Um dos advogados chegou ao extremo de urdir uma teoria da conspiração envolvendo o ex-Presidente da Ucrânia Leonid Kutchma.
Em 2000, Lazarenko foi condenado à revelia, na Ucrânia, a 18 meses de prisão remíveis por fiança, por branqueamento de 6,6 milhões de dólares (5,1 milhões de euros). Foi ainda acusado por Kiev de ter ordenado a execução de duas pessoas, entre 1992 e 1995.


As autoridades norte-americanas visam agora apreender bens de Lazarenko cuja aquisição é suspeita, no valor de 21,6 milhões de dólares (16,9 milhões de euros).

No processo constava que o arguido utilizou a sua posição para desviar 60 milhões de dólares (47 milhões de euros). A lavagem do dinheiro foi feita não só através de bancos norte-americanos, mas também suíços e das Caraíbas, na pequena ilha de Antigua.


 Fonte:Lusa


Loading. Please wait...

Fotos popular