Pravda.ru

Mundo

Belgrado vai processar os países que reconhecerão a autoproclamada República Kosovo

20.12.2007
 
Belgrado vai processar os países que reconhecerão a autoproclamada República Kosovo

O Conselho de Segurança da ONU devido às posições “irreconciliáveis” das duas partes ( pró e contra da independência de Kosovo) não conseguiu ontem (19) ultrapassar o impasse . A reunião do Conselho foi interrompida sem votação realizada. EUA e os países da UE que fazem parte do Conselho disseram que não há mais motivo para prosseguir com negociações.

"As apresentações feitas pelas duas partes confirmaram que os seus pontos de vista permanecem irreconciliáveis sobre a questão fundamental da soberania. Está claro que o potencial de uma solução negociada está agora esgotado", disse em nome dos ocidentais o embaixador da Bélgica, Johann Verbeke, citado pelas agências internacionais.

Ele acrescentou que os países do bloco Ocidental resolveram que a UE deve ajudar a Kosovo na definição de seu futuro.

Na reunião foi analisado o relatório da tróica de mediadores sobre o Kosovo (EUA, Rússia e UE) - que constatou o fracasso das negociações. A participar estiveram o primeiro-ministro da Sérvia, Vojislav Kostunica, bem como o primeiro-ministro kosovar designado, Hashim Thaçi, e o Presidente kosovar Fatmir Sejdiu. 

 “ Belgrado vai processar os países que reconhecerão a autoproclamada República Kosovo”, declarou Kostunica após a reunião.

A Rússia manteve a posição de rejeição de uma independência do Kosovo, à qual a Sérvia se opõe totalmente. Moscovo, que tem direito de veto no Conselho de Segurança da ONU por ser um dos seus cinco membros permanentes, defende novas negociações.

“Qualquer iniciativa no sentido de uma independência unilateral estará claramente fora dos limites da lei internacional”, afirmou o representante russo Vitali Churkin à saída da reunião, na sede da ONU.

E avisa sobre os perigos de um processo de reconhecimento de um Kosovo independente fora da ONU.


Loading. Please wait...

Fotos popular