Pravda.ru

Mundo

Situação no Líbano agrava-se

19.07.2006
 
Situação no Líbano agrava-se

 Papa Bento XVI , declarou ontem  aos jornalistas, que apoia  iniciativa do G8  de enviar  uma força internacional a fim de ajudar a estabilizar o sul do Líbano.

  
Os oito países mais industrializados do mundo anunciaram domingo verem com agrado que o Conselho de Segurança das Nações Unidas examine a possibilidade de uma presença internacional de segurança e/ou de vigilância no sul do Líbano, onde Israel lançou uma vasta ofensiva militar contra a milícia radical do Hezbollah xiita.

 Entretanto cada hora que passa a situação agrava-se.  Segundo as  informações, os bombardeamentos contínuos da aviação e artilharia israelita complementam –se com incursões de tropas de terras israelitas para alvos  no território líbano.


Há pouco, decorreu a reunião do gabinete de crise do Governo israelita e, na versão da porta-voz Mizi Eisin, a posição é de manter a ofensiva durante o tempo que for necessário: "O Governo de Israel está determinado a que, no final desta campanha militar, a situação no terreno, no Líbano, seja diferente da que era há uma semana atrás. O Hezbollah não estará próximo da nossa fronteira, os soldados raptados serão devolvidos e não negociaremos com terroristas".


Loading. Please wait...

Fotos popular