Pravda.ru

Mundo

Manobras militares na Rússia sublinharam a potência militar da OCX

17.08.2007
 
Manobras militares na Rússia sublinharam a potência militar da OCX

O presidente Vladimir Putin na Cimeira dos Estados da Organização de Cooperação de Xangai (OCX) realizada em Bichkek, capital da Quirguístão manifestou-se ontem (16) pelo reforço do sistema internacional multipolar, que garante segurança e possibilidades iguais de desenvolvimento para todos os países.

 «Estamos convencidos que a segurança é indivisível no mundo globalizante e que quaisquer tentativas de resolver sozinho os problemas globais e regionais não têm futuro», disse.

Após as negiciações os dirigentes da OXC que incorpora China, Rússia ,Cazaquistão, Uzbequistão, Turquemenistão e Quirguízia assistiram manobras militares de grande envergadura, em que participarão, pela primeira vez, tropas chinesas. designados de "Missão de Paz 2007".

Os exercícios, previstos para durar 9 dias, começaram na província de Xinjiang, no noroeste da China, passaram pelo Quirguistão e culmina na região russa de Cheliabinsk. 6000 militares da China, Rússia, Cazaquistão, Quirguistão, Tajiquistão e Uzbequistão participam nas manobras.

O presidente iraniano participou com o estatuto de observador numa cimeira entre os 6 países. Mahmoud Ahmadinedjad, aproveitou o momento para qualificar o projecto americano de um escudo antimíssil como uma "ameaça" para "toda a Ásia".

 A OCX foi criada em 2001 para lutar contra o terrorismo e o separatismo, mas é vista como uma forma de contrariar a influência dos Estados Unidos na Ásia Central, uma região rica em hidrocarbonetos.
O ponto alto dos exercícios foi a simulação de um assalto contra um vasto grupo de insurgentes que sequestrou uma aldeia.


Loading. Please wait...

Fotos popular