Pravda.ru

Mundo

Dois grupos reclamam atentado em Israel

17.04.2006
 
Dois grupos reclamam atentado em Israel

Sete pessoas foram mortas e 50 feridas por um bombista suicida num restaurante em Neve Shaanan, Tel Aviv, hoje. 15 dos feridos estão num estado grave.

Jihad Islamica e a Brigada dos Mártires de Al Aqsa reclamaram a responsabilidade pelo ataque de hoje, o primeiro desde a vitória de Hamas nas eleições palestinianas. O ataque provocou uma promessa da parte das autoridades israelitas de prevenir todos os ataques no futuro.

Hamas, por sua vez, declarou que o atentado foi em “auto-defesa” enquanto o Presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmoud Abbas, condenou-o como sendo contrário aos interesses da Palestina.

Sami Abu Zuhri, porta-voz do Hamas, descreveu o atentado como “o resultado natural dos contínuos crimes de Israel”, acrescentando que o povo palestiniano “tem todo o direito de utilizar todos os meios para se defenderem”.

O atentado foi programado para uma altura em que as ruas eram cheias, sendo a hora de almoço. Testemunhos oculares afirmam que o bombista entrava no restaurante de falaffel e foi interceptado por um guarda, que exigiu que abrisse o saco que trazia. Foi então que a bomba rebentou.

Jihad Islamica declarou que o bombista pertencia a este grupo, enquanto a Brigada dos Mártires Al Aqsa afirmaram que o atentado vem na sequência dos “massacres israelitas” na Faixa de Gaza.

Timofei BYELO

PRAVDA.Ru


Loading. Please wait...

Fotos popular