Pravda.ru

Mundo

Membro do ex-Yaran de volta à prisão apesar de grave condição médica no Irã

08.05.2018
 
Membro do ex-Yaran de volta à prisão apesar de grave condição médica no Irã. 28730.jpeg

Membro do ex-Yaran de volta à prisão apesar de grave condição médica no Irã

GENEBRA - 7 maio 2018

Em 23 de abril de 2018, o Sr. Afif Naeimi (56 anos) foi chamado de volta para cumprir o restante de sua sentença de prisão, apesar de ter persistentes e graves problemas de saúde. Ele é um dos sete membros do antigo grupo de liderança dos Bahá'ís no Irã, conhecido como Yaran, que foram presos sob acusações falsas e infundadas.

"O retorno à prisão de Afif Naeimi, apesar de sua grave condição médica e de relevantes provisões legais iranianas relativas à sua possível libertação, é profundamente preocupante", declarou a Sra. Diane Ala'i, a representante da Comunidade Internacional Bahá'í para as Nações Unidas, em Genebra. "Sr. Naeimi  repetidamente perdeu a consciência na prisão devido a problemas cardíacos graves e, como consequência foi transferido para o hospital várias vezes. "

O Sr. Naeimi, que é casado e tem dois filhos, sofreu sérios problemas de saúde na prisão, não recebendo tratamento adequado.

Quando jovem, o Sr. Naeimi foi incapaz de realizar seu sonho de se tornar um médico, pois aos bahá'ís são negados o acesso à educação universitária - um panorama que tem sido e continua a ser enfrentado por várias gerações de bahá'ís no Irã. Os bahá'ís também são privados de empregos no setor público, suas lojas são fechadas, seus cemitérios são profanados, eles são difamados na mídia patrocinada pelo Estado e são arbitrariamente presos e encarcerados por suas crenças.

Em 14 de maio de 2008, o Sr. Naeimi foi preso em uma irrupção matinal em sua casa, em Teerã, porque ele era um membro do Yaran, um antigo grupo ad-hoc que atendia às necessidades espirituais e materiais básicas da comunidade bahá'í iraniana. O grupo foi formado com o pleno conhecimento e aprovação das autoridades iranianas depois que as instituições bahá'is formais foram declaradas ilegais no Irã na década de 1980. Mesmo assim, seus membros foram todos presos em 2008.

Todos os sete membros do Yaran foram presos em março ou maio de 2008 e passaram meses em detenção antes de receber suas sentenças. Eles acabaram sendo condenados a 10 anos de prisão por meio de um processo legal que carecia de legitimidade jurídica. Todos os membros do ex-Yaran completaram suas sentenças de prisão e acabaram sendo libertados, exceto o Sr. Naeimi.

Fonte: BIC.org

 


Loading. Please wait...

Fotos popular