Pravda.ru

Desporto

Maria Sharapova a queridinha da maior nação do mundo

30.01.2008
 
Maria Sharapova a queridinha da maior nação do mundo

Antes de estrear neste sábado no duelo com Israel, Maria Sharapova passa de ‘vil㒠a queridinha da maior nação do mundo.Ela vive a expectativa de fazer a sua primeira aparição na equipe da Rússia na Fed Cup. Se antes a musa era mal vista pelas compatriotas e pela torcida de seu país, agora a campeã do primeiro Grand Slam da temporada vem sendo mais do que assediada por sua nação, escreve Gazeta Esportiva.

Apesar de ter conquistado antes de 2008 os importantes títulos de Wimbledon-2004 e do Aberto dos Estados Unidos-2006, Sharapova jamais havia defendido a Rússia na Fed Cup. Nascida na região da Sibéria, a atual quinta melhor tenista do mundo se mudou para a Flórida ainda na infância para poder desenvolver suas habilidades e desde então reside na região costeira dos EUA.

Ao ganhar fama no circuito, a russa passou a ter relações conturbadas com as outras russas em atividade. Por conta disso, muitas vezes era deixada de lado nas convocatórias do capitão Shamil Tarpischev, rejeitava a convocatória ou então, misteriosamente, contraía uma lesão às vésperas da disputa e pedia dispensa. No ano passado, quando a Rússia faturou o tricampeonato da competição, Sharapova esteve presente nas arquibancadas durante a final contra a Itália e já havia demonstrado interesse em defender seu pai de origem.

Mas todas as controvérsias foram deixadas de lado com o título do Aberto da Austrália, no último sábado, e até o presidente Vladimir Putin fez questão de enviar um recado à musa. “Você demonstrou maestria, controle e perseverança extraordinários em sua última partida (contra a sérvia Ana Ivanovic, na final)”, elogiou o chefe de Estado.

O capitão Tarpischev também comemorou a estréia, ainda que tardia, de Sharapova. “É um orgulho que ela continua sendo russa e não tenha se naturalizado norte-americana, apesar de morar na Flórida desde os sete anos”, apontou.

Diante de tantos elogios, a musa não escondeu a ansiedade de pisar na quadra pela primeira vez pela equipe russa, no sábado contra Shahar Peer. “Desde que eu vi as garotas ganhando a Fed Cup no ano passado, fiquei na expectativa de ser convocada a fazer parte do time. É uma excelente oportunidade e desde o começo desta temporada isso fazia parte das minhas prioridades”, contou.

Além de Sharapova, também defenderão a Rússia as tenistas Anna Chakvetadze (sétima do mundo), Dinara Safina (16ª) e Elena Vesnina (53ª). Freqüentemente lembradas, Svetlana Kuznetsova (terceira da lista) e Nadia Petrova (11ª) não foram chamadas.


Loading. Please wait...

Fotos popular