Pravda.ru

Desporto

Uruguai: Defensor Sporting represante de futebol e basquete

29.10.2007
 
Uruguai: Defensor Sporting represante de futebol e basquete

Defensor Sporting representa o futebol e basquete uruguaio nos torneios internacionais. Sul-americana: amanhã perante o River Plate argentino em Buenos Aires.

Às 21 h desta quinta 25 de Outubro retrasada o Estádio Centenario de Montevidéu foi mais uma vez sede de uma partida internacional sempre quanto tem a ver com futebol, recebendo um dos “novos” grandões dos tetra campeões do mundo, o Defensor Sporting Clube que deu uma primeira batida com o famoso River Plate argentino.

O público uruguaio, que divide os torcedores dos times em 85-90% entre o Peñarol e Nacional, tem sede de vitórias internacionais dos times seja qual for a camisa (sempre que os participantes não sejam os famosos que colocam as torcidas na beira da frente do rival histórico torcendo pelo estrangeiro).

O DSC vem evoluindo faz muitos anos e no decorrer de 2007 das 8 partidas internacionais que jogou pela Libertadores e Sul-Americana no Estádio Centenario só acabou perdendo uma perante o Santos de 2 x 0 e vencendo para times também famosos como o Mengão (3x0) e os tricolores gaúchos (2x0).

Semana passada foi a vez do River Plate argentino, que ficou na frente do DSC na primeira das duas partidas que vão manter nestas Quartas da Sul-Americana.

Uns 3.500 torcedores argentinos tinham viajado para Montevidéu tentando “matar” a gritaria da “torcida” uruguaia com a organização típica que eles possuem pulando e cantando nas arquibancadas do mundo todo.

Um River Plate que mudou a cor do antigo short preto pelo branco acaba “maquiando” os jogadores pois agora parece mesmo o uniforme da seleção do Peru e não aquele time que conquistou as duas Taças Libertadores chefiado pelo capitão uruguaio Enzo Francescoli.

O Centenario recebeu mais uma vez o Daniel Passarella (Kaiser) desta vez como treinador do time do peito sendo que sua última vez no Monumento Histórico do Futebol Mundial tinha sido como treinador da seleção uruguaia, na Classificatória para Coréia-Japão 2002.

Além da chuva que incomodou a lotação presente no Estádio (40 mil), houve uma grande partida com ida e volta constante entre uruguaios e argentinos.

A rede do DSC recebeu a primeira furada no início da partida após um penalty cobrado pelo internacional argentino, Ariel Ortega (Burrito) que com qualidade colocou a bola do lado do guardião Martín Silva.

Logo houve alguns sufocos para o goleiro argentino que acabou recebendo o primeiro grito de gol do meia “violeta” Pablo “Teca” Gaglianone alguns minutos depois daquele golo do “Burrito”.

Dava para acreditar no DSC que começou jogar uma partida inteligente tendo chances para aumentar no marcador mas quase no fim do primeiro tempo uma beleza de chute de fora a grande área uruguaia por conta do colombiano Rademés Falcao, acabou com o esforço do goleiro Martín Silva (quase na linha da área pequena) e da torcida que tinha achado possível continuar com o processo de vitórias internacionais do clube no Centenario.

No decorrer da segunda metade o DSC continuou querendo empatar o jogo e talvez decolar logo em Buenos Aires com vantagem mínima que sempre é importante.

O DSC perdeu algumas oportunidades incríveis com chutes e cabeçadas dentro da área pequena do River Plate até que quase no final da partida o ziguezagueante camisa 25, Sebastián Fernández conseguiu “ultrapassar” o capitão argentino Ferrari e com lance canhoto dentro da grande área conseguiu alcançar a cabeça do argentino camisa 11 que joga para o Defensor Sporting, Valenti que empatou a partida.

Quase no final dos três minutos de tempo suplementar que marcou o árbitro brasileiro, o “Seba” Fernández teve um chance adorável chutando dentro da área pequena do River Plate que o goleiro argentino conseguiu controlar pois a bola chegou sem força.

A chuva parou, a primeira metade da partida de 180 minutos também parou até terça 30 de Outubro continuando logo no Estádio Monumental do Bairro Núñez de Buenos Aires – Argentina que fica no aguardo deste semi-finalista da Sul-Americana, que poderia jogar perante o Arsenal de Sarandí (Argentina) caso for o River Plate o classificado ou no caso do DSC perante o time Millonarios da Colômbia.

O DSC continua progredindo no segmento internacional mas precisa passar uma exame difícil na casa do River argentino daqui a 48 h.

Se isso acontece o clube uruguaio vai acabar obtendo o carimbo de time de elite no continente sul-americano, caso contrário vai ter que continuar progredindo no plano local mais um tempo mantendo o estilo de jogo no esverdeado e administração do lado da Diretoria.

Falando em Administração do time, o Defensor Sporting é referência que faz com que após um pequeno torneio jogado pelo melhores quatro times da Liga Uruguaia de Basquete 2007 no último fim de semana no Cilindro Municipal de Montevidéu tinha conseguido mais um alvo importante, classificar representando o basquete uruguaio para a próxima Liga das Américas que é uma experiência nova com os melhores times do continente todo.

O treinador do DSC é o treinador alterno da Seleção uruguaia nos Pan-Rio 2007 e Las Vegas 2007, o Eng° Jerardo Jauri, com muitas possibilidades de continuar na frente da Seleção logo da renúncia do Alberto Espasandín.

O DSC continua evoluindo !!!

P.S. O PRAVDA agradece o bilhete que a Associação Uruguaia de Futebol (Sres. Ruben Gonzàlez e Matia Faral) oferece para nós montarmos nossa matéria sempre tendo como o alvo oferecer a melhor informação para os leitores.

Correspondente PRAVDA.ru

Gustavo Espiñeira

Montevidéu – Uruguai


Loading. Please wait...

Fotos popular