Pravda.ru

Desporto

Quartos-de-final: Inglaterra v Portugal

25.06.2006
 
Quartos-de-final: Inglaterra v Portugal

A banana de Beckham coloca Inglaterra nas últimas 8 equipas. O médio Maniche marca outra jóia de golo para Portugal. As duas equipas ganharam por 1-0, o suficiente para as colocar nos quartos-de-final. Portugal vai sentir a falta de Deco (que levou o segundo amarelo só Deus sabe por quê) mas Inglaterra terá de melhorar substancialmente o nível do seu jogo para evitar uma tareia.

Inglaterra 1 Equador 0

Beckham 60

Um livre de Beckham após uma hora foi a diferença entre as duas equipas, depois de Tenório, sozinho frente à baliza ver o seu remate bater na barra depois da intervenção tardia mas atempada de Ashley Cole.

No restante da primeira parte, ambos as equipas tiveram meias-hipóteses – Inglaterra aos 17’ quando Gerrard atirou por cima da entrada da área e aos 28’, o remate de Lampard foi bloqueado, enquanto o passe de Ashley Cole a Rooney foi tão certeiro que até lhe bateu nas costas. Rooney ameaçou outra vez aos 41’ mas havia defesas demais na área.

Edison Mendez tinha tido uma hipótese para Equador aos 19’ com um remate baixo, que Ferdinand bloqueou.

Depois do intervalo, Gerrard teve outro remate fraco aos 49’ até que o remate de Beckham, de livre, a dez metros da área, com efeito, entrou na baliza, dando vida e alívio ao banco e à bancada ingleses.

Castillo, para Equador, aos 65’ e Rooney/Lampard aos 72’ criaram meias-hipóteses até ao tento de Rooney colocar Mora a esticar-se ao máximo aos 75’. No final do jogo, Inglaterra segurou o resultado e Equador nunca parecia acreditar que conseguiria marcar o golo.

Portugal 1 Holanda 0

Maniche 23

Holanda começou bem com um remate pouco ao lado por Van Bommel aos 2’. Pouco depois, este jogador levou o cartão amarelo por uma falta violenta contra Cristiano Ronaldo, que saiu do campo, coxo e banhado em lágrimas aos 32’, tendo sido substituído por Simão Sabrosa. Boulahrouz fez uma segunda falta contra Ronaldo, merecendo o seu primeiro amarelo aos 7’.

Maniche quebrou o impasse aos 23’, culminando uma bela jogada da esquerda, com Deco e Pauleta trabalhando a bola antes do passe para Maniche, que driblou um defesa e fuzilou a rede.

Costinha levou o primeiro amarelo aos 31’ por uma falta sobre Cocu e teve sorte em não levar a segunda cinco minutos mais tarde mas acabou por acontecer aos 45’ por mão na bola.

Na segunda parte, não mudou o resultado mas sim o jogo, com mais três expulsões num jogo com os nervos à flor da pele mas não de extrema violência. Khalid Boulahrouz levou o segundo amarelo aos 63’, Deco aos 78’ (nem se sabe por quê) e Van Bronckhorst aos 95’. Um jogo emocional, um jogo de garra, um jogo com tudo a ganhar e a perder.

Holanda teve as suas hipóteses de marcar (20 remates contra 10) mas com a defesa cimentada pelo Carvalho…

Portugal vai sentir a falta de Deco contra a Inglaterra, uma equipa que terá de levantar o seu nível de jogo substancialmente se quer chegar às meias-finais.

Timothy BANCROFT-HINCHEY

PRAVDA.Ru


Loading. Please wait...

Fotos popular