Pravda.ru

Desporto

Valuev mantem título mundial e quer enfrentar o ucraniano Wladimir Klitschko

21.01.2007
 
Valuev mantem título mundial e quer enfrentar o ucraniano Wladimir Klitschko

Na noite de sábado (20) o pugilista russo peso pesado, Nikolai Valuev, venceu o norte-americano Jameel McCline no duelo válido pelo cinturão da Associação Mundial de Boxe (AMB) e manteve o título mundial. McCline teve problemas na perna esquerda e abandonou o ringue no terceiro assalto.

Invicto, agora com 46 vitórias em seu cartel, o russo impressiona pelos 2,13m de altura. Mas um olhar mais atento para os números de Valuev revela que boa parte de suas conquistas foram obtidas em cima de adversários praticamente sem expressão.

As exceções seriam os combates contra Larry Donald e Jonh Ruiz, este último que lhe valeu o cinturão da categoria. De qualquer maneira, o russo conseguiu sua terceira defesa do título. Antes, ele havia acabado com as aspirações de Owen Beck e Monte Barrett.

Em outras lutas da noite, Ricky Hatton manteve sua invencibilidade e conquistou o título dos meio-médios pela Federação Internacional de Boxe (FIB), derrotando Juan Urango em decisão unânime dos juízes. O ex-bicampeão dos leves José Luis Castillo superou o até então invicto Herman Ngoudjo.

Com 45 lutas, 45 vitórias e 33 nocautes no currículo, o Gigante Russo não esconde a vontade de superar o recorde do lendário Rocky Marciano, que conseguiu 49 vitórias em seqüência. “Se houver uma oportunidade de colocar seu nome nos livros de história com uma marca tão expressiva, é claro que este será um objetivo a ser cumprido. Mas isso não quer dizer que eu vá enfrentar adversários fracos”.

Sem medir palavras, Nikolay Valuev não nega que gostaria de enfrentar o ucraniano Wladimir Klitschko, campeão dos pesados pela Federação Internacional de Boxe. “Se Klitschko quiser lutar comigo antes que eu quebre o recorde, estarei pronto a qualquer momento”, garante.

Campeão olímpico em 96, Klitschko também colocará o cinturão em jogo, mas em março. No dia 10, ele será desafiado pelo norte-americano Ray Austin, em combate em Mannhein, na Alemanha.

Com 47 vitórias (42 noucautes) em 50 lutas, o experiente ucraniano lutou pela última vez em 11 de novembro, quando derrubou Calvin Brock por pontos no sétimo assalto. Já Austin tem 31 lutas, com 24 vitórias e sete derrotas.

Gazeta Esportiva 


Loading. Please wait...

Fotos popular