Pravda.ru

Desporto

Caso Hulk: Spalletti espera senso comum

08.08.2013
 
Caso Hulk: Spalletti espera senso comum. 18675.jpeg

No jogo de Domingo entre Zenit S. Petersburgo contra FC Volga, jogo que Zenit venceu por 3-1, o avançado brasileiro de Zenit Hulk foi expulso por acumulação de cartões amarelos... só que não foi ele que transgrediu. O técnico de Zenit, Luciano Spalletti, espera agora senso comum no rescaldo.

O incidente aconteceu quando um jogador de Zenit marcou o ponta-pé livre antes que o árbitro tivesse apitado e este, pensando que foi o Hulk (27 anos de idade), tirou o cartão amarelo do bolso e mostrou ao jogador brasileiro, que, sendo seu segundo, viu-se expulso por acumulação. Só que o vídeo demonstra claramente que foi um caso de identidade errónea, já que quem marcou o livre não foi Hulk (Givanildo Vieira de Souza), mas sim, Roman Shirokov, provocando uma paragem de sete minutos no jogo quando os jogadores de Zenit protestaram.

Zenit leva o apelo à Federação Russa de Futebol hoje. Spalletti disse que espera uma resolução de senso comum e que se foi cometido um erro, que seja rectificado.

Aleksei Federov

Pravda.Ru

 


Loading. Please wait...

Fotos popular