Pravda.ru

CPLP » Portugal

Tomada de posse do Director-geral da CPLP

31.01.2008
 
Pages: 12
Tomada de posse do Director-geral da CPLP

A entrada em funções do Dr. Hélder Vaz representa "um passo em frente no esforço de adequação da nossa organização aos desafios que nos são colocados pelos Estados membros e pelos cidadãos", sublinhou o Secretário Executivo da CPLP, embaixador Luís Fonseca. Esses desafios ganham cada vez maior complexidade "à medida em que a organização cresce e é reconhecida como interlocutora nas relações internacionais, intervém como parceira no processo de desenvolvimento dos nossos países, é solicitada a cooperar com as organizações da sociedade civil e procura assumir responsabilidades nas causas comuns dos nossos Estados, designadamente a defesa e a afirmação da Língua Portuguesa" afirmou o Secretário Executivo.

O Director-geral da CPLP, Hélder Vaz, reiterou a sua "adesão ao espírito e à letra da Declaração Constitutiva da CPLP, marco e padrão sobre o qual se ergue todo o edifício que em comum pretendemos construir, dando expressão substantiva à vontade dos nossos Povos". Aos "destinatários finais da acção e dos esforços do Secretariado Executivo, que são os cidadãos comuns, as empresas, as Organizações da Sociedade Civil dos Países de Língua Portuguesa, eu quero assegurar que também sonho com uma Lusofonia que nos una na diversidade e que seja um factor de progresso, de prosperidade e de bem-estar, tangível na vida de cada cidadão" observou o DG da CPLP.

De acordo com os Estatutos da CPLP, na sua revisão da VI Conferência de Chefes de Estado e de Governo, ficou decidido que o Director-geral seria recrutado entre os cidadãos nacionais dos Estados-membros, mediante concurso público, pelo prazo de 3 anos, renovável por igual período. O Director-geral é responsável, sob a orientação do Secretário Executivo, pela gestão corrente do Secretariado, planeamento e execução financeira, preparação, coordenação e orientação das reuniões e projectos levados a cabo pelo Secretariado.

Na ocasião da tomada de posse do Director-geral cessa o cargo de Secretário-Executivo Adjunto, exercido desde a Conferência de São Tomé, em 2004, pelo Embaixador Tadeu Soares.

De acordo com o Secretário Executivo da CPLP, o "Embaixador Tadeu Soares tem sido um valioso colaborador a quem a CPLP fica a dever muitos dos sucessos que foram conseguidos nos últimos anos, incluindo uma participação decisiva no processo de reforma organizativa que estamos a pôr em prática".

Discurso do Secretário Executivo da CPLP

Senhores Embaixadores

Senhor SEA cessante

Senhor Director Geral

Encontramo-nos aqui, hoje, para dar posse ao Senhor Dr. Hélder Vaz Lopes no cargo de Director-Geral da CPLP, cargo que como é do conhecimento de todos, foi criado por decisão saída da VI Conferência dos Chefes de Estado em Bissau e que, pela primeira vez é preenchida.

Trata-se, portanto, de um momento digno de ser assinalado, na medida em que a entrada em funções do Dr. Hélder Vaz representa, igualmente, um passo em frente no esforço de adequação da nossa organização aos desafios que nos são colocados pelos Estados membros e pelos cidadãos.

Esses desafios ganham cada vez maior complexidade à medida em que a organização cresce e é reconhecida como interlocutora nas relações internacionais, intervém como parceira no processo de desenvolvimento dos nossos países, é solicitada a cooperar com as organizações da sociedade civil e procura assumir responsabilidades nas causas comuns dos nossos Estados, designadamente a defesa e a afirmação da Língua Portuguesa.

A designação do Dr. Hélder Vaz resulta de um concurso público bastante participado a que se candidataram outras individualidades de grande capacidade e competência de todos os países de língua portuguesa. A sua qualificação, aliada a uma vasta experiência em diversos campos de actividade, a capacidade demonstrada ao longo da sua vida profissional mas também as suas qualidades humanas e uma grande dedicação aos ideais que presidiram à criação da CPLP fizeram-no merecer a escolha do júri que o seleccionou para o exercício do cargo.

Não temos dúvidas de que esses atributos farão dele um dirigente à altura dos desafios que a CPLP tem que enfrentar na nova fase da vida da Organização que agora se inicia.

Quero, pois, desejar ao Senhor Director-Geral o maior sucesso no desempenho das funções que agora lhe são confiadas. Sendo certo que não irá encontrar facilidades, pois há ainda várias carências a suprir no nosso trabalho, asseguro-lhe contudo que vai contar com todo o meu apoio e colaboração no exercício do seu cargo.

Na condição do meu mais directo colaborador estarei atento para que todas as condições lhe sejam criadas para que seja aproveitada a bem da CPLP toda a experiência e saber acumulados ao longo da sua vida profissional. Para já, vamos ter que trabalhar afincadamente para garantir que a próxima Conferência de Chefes de Estado e de Governo a realizar-se em Lisboa, seja coroada de êxito.

Na ocasião em que confiro posse ao Director Geral não posso deixar de me referir à acção do Secretário-Executivo Adjunto cessante, Embaixador Tadeu Soares.

Pages: 12

Loading. Please wait...

Fotos popular