Pravda.ru

CPLP » Portugal

Mergulhadores britânicos buscam corpo de Madeleine em um lago no sul de Portugal

04.02.2008
 
Mergulhadores britânicos buscam corpo de Madeleine em um lago no sul de Portugal

Neste fim-de-semana um grupo de mergulhadores britânicos começou a realizar buscas em um lago no sul de Portugal, após informações que davam conta de que o corpo da garota inglesa Madeleine McCann, 4 --desaparecida desde 3 de maio-- havia sido jogado neste local, escreve Folha Online.

O advogado português Marcos Correia, 32, disse ter sido informado de que Madeleine foi assassinada 48 horas após ter sido seqüestrada do quarto de hotel onde dormia em praia da Luz, cerca de 65 quilômetros do lago.

Ainda que a polícia portuguesa não acredite nesta teoria, os mergulhadores britânicos decidiram investigar se a garota se encontra realmente no lago Barragem do Arade.

"Disseram-me que o corpo da garota foi jogado nas águas paradas deste lago. Estou convencido de que este é o lugar onde ela está", disse Correia. "Minhas fontes me disseram que a garota foi jogada em águas pantanosas, onde havia uma praia e muitas árvores".

Segundo Correia, o lago parece ser o local "perfeito" para se desfazer de um corpo.

Os mergulhadores acharam um cabo que poderia ter sido usado para amarrar o corpo de Madeleine.

O local está muito próximo da cidade de Silves, onde um motorista de caminhão disse à polícia que, no último dia 5 de maio --dois dias após o desaparecimento da garota-- viu uma mulher e um homem com uma garota parecida com Madeleine.

Enquanto isso, os pais da garota, os médicos britânicos Kate e Gerry McCann, ambos de 39 anos, publicaram nesta segunda-feira uma nova imagem de sua filha andando de bicicleta.

O porta-voz oficial dos McCann, Clarence Mitchell, agradeceu a ajuda de Correia.

"Estamos agradecidos a qualquer pessoa que acredite ter informações de importância para achar Madeleine. Se você possuir uma evidência importante, deve compartilhá-la esta informação com a polícia e com nossos detetives", acrescentou.

Nesta semana, o policial encarregado da investigação portuguesa, Alípio Ribeiro, admitiu que os agentes "se apressaram" ao declarar Kate e Gerry como suspeitos do caso.


Loading. Please wait...

Fotos popular