Pravda.ru

CPLP » Brasil

Wapichana e Wai Wai compartilham boas práticas no manejo da castanha em Roraima

29.10.2019
 
Wapichana e Wai Wai compartilham boas práticas no manejo da castanha em Roraima. 32005.jpeg

Wapichana e Wai Wai compartilham boas práticas no manejo da castanha em Roraima

Nos últimos dois anos os Wai Wai comercializaram 150 toneladas para a empresa de pães e bolos Wickbold, de São Paulo

Representantes dos povos Wai Wai e Wapichana se reuniram na aldeia Anauá, Terra Indígena Wai Wai (RR), para compartilhar boas práticas no manejo da castanha.

O intercâmbio realizado pelo Instituto Socioambiental (ISA) e o Conselho Indígena de Roraima (CIR) contou com cerca de 90 participantes. Nele, foram apresentados os materiais didáticos sobre o manejo da castanha, vídeos e o histórico do trabalho dos Wai Wai realizado com assessoria técnica do ISA.

Assista ao vídeo com o manual de boas práticas da castanha do povo Wai Wai:

Os Wapichana visitaram as casas de cinco extrativistas para conhecerem cada etapa do processamento: lavagem, secagem, separação, embalagem. Ao final, conheceram o recém-inaugurado galpão de armazenamento de castanha da aldeia Anauá.

Eles avaliaram, também, a infraestrutura necessária para conseguir viabilizar um produto com a qualidade exigida pelo comprador: caixas de lavagem, mesas de secagem, lonas, galpões, rodos para mexer a castanha, entre outros.

Como resultado, os visitantes Wapichana esperam iniciar a comercialização de castanha possivelmente na próxima safra, em 2020.

Safras de sucesso

Nos últimos dois anos, os Wai Wai comercializaram 150 toneladas de castanha para a fabricante de pães e bolos Wickbold por valores que superaram, de 76% a 100%, os preços praticados na região.

As 200 famílias envolvidas estão sendo cadastradas na iniciativa Selo Origens Brasil, que possibilita identificar a origem do produto através de um QR Code na embalagem do produto final, garantindo a rastreabilidade para o consumidor na ponta da cadeia.

Conheça essa história no vídeo abaixo:

O intercâmbio entre Wapichana e Wai Wai foi promovido pelo ISA em parceria com o Conselho Indígena de Roraima (CIR). Participaram quatro representantes Wapichana da TI Jacamin das comunidades Wapum, Água boa e Jacamim, além dos extrativistas Wai Wai.

O ISA trabalha há dois anos e meio com os povos Wai Wai de Roraima no desenvolvimento da cadeia produtiva da castanha, com assessoria na parte de boas práticas de manejo e promoção de comércio ético. Além de assessorar a formalização e o funcionamento das associações Associação dos Povos Indígenas Wai Wai (APIW), Associação do Povo Indígena Wai Wai Xaary (APIWX) e Associação Indígena Wai Wai da Amazônia (AIWA), das Terras indígenas Trombetas Mapuera (RR e AM) e Wai Wai (RR).

O trabalho é realizado em parceria com a FUNAI. O técnico responsável, Juvino Alba, apoia os Wai Wai há cerca de 10 anos no manejo da castanha.

https://www.socioambiental.org/pt-br/blog/blog-do-rio-negro/wapichana-e-wai-wai-compartilham-boas-praticas-no-manejo-da-castanha-em-roraima 


Fotos popular