Pravda.ru

CPLP » Brasil

Carta Aberta ao Governador do Estado do Ceará

24.07.2008
 
Carta Aberta ao Governador do Estado do Ceará


Artistas da região do Cariri reuniram-se na noite, do dia 18, na Câmara Municipal do Crato para discutir sobre exclusão do segmento musical caririense no PALCO PRINCIPAL DA EXPOCRATO. De acordo com os artistas é preciso criar uma politica musical para as festas públicas, estabelcendo critérios de seleção para contratação de artistas e bandas. O evento contou ainda com a participação da imprensa através da jornalista Lorena Tavares (TV Verde Vale) e do Antônio Vicelmo (Diário do Nordeste e Rádio Educadora).


Crato, 18 de junho de 2008.
Exmo. Sr.
Cid Ferreira Gomes
Governador do Estado Ceará

Excelentíssimo Governador,


Nós do Coletivo Camaradas juntamente com músicos, produtores culturais e artistas de diversas linguagens entendemos que as festas populares que fazem parte do calendário turístico dos municípios, a exemplo de Festa de Santo Antônio (Barbalha), Juá Forró (Juazeiro do Norte) e Expocrato (Crato) devem ser pensadas com o intuito de fortalecimento da identidade e diversidade artístico-cultural e geração de renda do nosso povo.
Lamentavelmente, o Poder Público vem tratando a questão com descaso e incompetência, privilegiando grupos econômicos e interesses alheios à população.


É preciso estabelecer uma política musical clara, no âmbito dos poderes municipais e estadual que possa pautar as festas populares pela inclusão, valorização ( pagamento de justo cachê), publicidade dos artistas locais e pela diversidade, tendo como critério a seleção pública dos artistas e grupos.


Vale ressaltar que o poder público vem financiando a farra da violência produzida pela indústria cultural, contribuindo para o processo de desumanização e alienação da população. Para o grande público só resta uma opção: músicas que fazem apologia a vulgarização sexual, ao machismo, a homofobia, a bestialidade, a violência e as drogas ( exemplos típicos e vergonhosos: "beber, cair e levantar", "chupa que é de uva", "vou jogar uma bomba no cabaré", "lapada na rachada", senta que é de menta", "dança do siri", "risca faca" dentre tantas outras coisas que chamam de música).


O momento é propicio para essa discussão. Véspera de Expocrato e os artistas da região do Cariri estão "fora" do PALCO PRINCIPAL deste evento. Neste sentido exigimos do Governo do Estado do Ceará abertura imediata de seleção pública para as atrações da Expocrato com reserva mínima de 50% da programação para os Artistas e grupos caririenses.


Queremos o PALCO PRINCIPAL, pois o caldeirão cultural do Cariri respira e produz cotidianamente uma música a serviço da humanização e fincada na identidade local, numa mistura de diversidades musicais, esse sim deve ser o norte das grandes atrações da Expocrato. Não refutamos, por outro lado os Palcos Alternativos ( da Expocrato – não privatizada – Os palcos da URCA, Prefeitura e Fundação Mestre Eloi), que ao longo dos anos garantiram a participação dos grandes nomes da musica caririense com ínfimos cachês e reduzido público.


Prof. Tarcisio Praciano Pereira

www.coletivocamaradas.blogspot.com


Loading. Please wait...

Fotos popular