Pravda.ru

CPLP » Brasil

ISA 25 anos: um resumo da nossa história

18.11.2019
 
ISA 25 anos: um resumo da nossa história. 32125.jpeg

ISA 25 anos: um resumo da nossa história

 

Instituto Socioambiental lança revista para comemorar 25 anos de atuação em defesa da diversidade cultural e biológica do Brasil e em busca de um novo modelo de país

 

Há 25 anos, o Instituto Socioambiental (ISA) deu início à construção de um trabalho em defesa dos direitos dos povos indígenas, comunidades tradicionais e meio ambiente. Desde sua fundação, em 1994, o Brasil e o resto do mundo mudaram - e o ISA acompanhou essas transformações.

Adaptou-se às exigências de um mundo cada vez mais digitalizado, incorporou novas linguagens e criou plataformas para divulgar seu acervo de imagens, mapas e documentos, ampliando sua capacidade de comunicação com diversos setores da sociedade.

Para marcar seu 25º aniversário, o ISA lança a revista ISA 25 anos - Unidos Pela Diversidade. A publicação resume a história da organização, mostrando sua forma de atuação, recuperando conquistas importantes e registrando os esforços para promover e articular iniciativas locais, regionais, nacionais e internacionais.

 

Desde sua fundação, o ISA encara o desafio de buscar alternativas para a proteção e gestão territorial de Terras Indígenas e de povos tradicionais - quilombolas, extrativistas e ribeirinhos -, para o fortalecimento da participação política dessas comunidades e para a valorização de sua cultura e conhecimentos tradicionais, além de geração de renda por meio de iniciativas de manejo sustentável dos recursos naturais dos territórios.

Assim, desenvolve ações em nível local e regional trabalhando nas bacias hidrográficas do Rio Negro (AM e RR), do Xingu (MT e PA) e do Ribeira de Iguape (SP). O Rio Negro é uma das regiões mais preservadas da Amazônia brasileira, na tríplice fronteira do País com Colômbia e Venezuela. O Xingu, por sua vez, é uma das principais regiões pressionadas pelo avanço da fronteira agropecuária na Amazônia e onde resistem indígenas, ribeirinhos e extrativistas. E o Ribeira de Iguape, onde fica a maior porção de Mata Atlântica remanescente do Brasil, é a morada de comunidades quilombolas, além de outras comunidades tradicionais.

Em comum, essas regiões têm uma enorme diversidade cultural e biológica e são consideradas patrimônios brasileiros.

Em nível nacional, o ISA acompanha de perto as propostas do Legislativo, Executivo e Judiciário que possam impactar diretamente as comunidades indígenas e tradicionais e propõe alternativas às políticas públicas em defesa dessas populações e do meio ambiente. Monitora ainda Terras Indígenas e Unidades de Conservação em todo o país, acompanhando processos de demarcação e criação de áreas protegidas e as ameaças que pairam sobre elas, como desmatamento, obras de infraestrutura, queimadas, mineração, garimpo e grilagem de terras, especialmente na Amazônia Legal, disponibilizando informações e qualificando o debate público.

Em tempos de graves retrocessos e instabilidade global, o ISA reafirma seu compromisso contínuo e incansável em defesa dos povos da floresta, de seus direitos constitucionais e da sustentabilidade socioambiental.

Esse é o jeito ISA de trabalhar.
Essa é a nossa história.
Boa leitura.

ISA 25 anos

ISA

https://www.socioambiental.org/pt-br/noticias-socioambientais/isa-25-anos-um-resumo-da-nossa-historia

 


Fotos popular