Pravda.ru

CPLP » Brasil

Luciana Genro: O Senado assinou seu atestado de óbito

17.09.2007
 
Luciana Genro: O Senado assinou seu atestado de óbito

Essa foi a declaração da Deputada Federal pelo PSOL-RS, Luciana Genro, após deixar o recinto fechado onde, por voto secreto de 40 contra 35, com 6 abstenções, os senadores decidiram não cassar por quebra de decoro e corrupção o mandato de Renan Calheiros (PMDB). A tropa de choque da base do governo, liderada por Aloísio Mercadante (PT), Romero Jucá e Roseana Sarney, garantiu o acordão que absolveu Renan por pagar a pensão alimentícia de sua filha através de um lobista da empreiteira Mendes Júnior. Heloísa Helena, por sua vez, disse que decisão do Senado é um desrespeito aos pais que ensinam seus filhos que é proibido roubar. (Fotos de Antonio Jacinto Índio).

"A Câmara absolveu os mensaleiros e, agora, o Senado decide de forma totalmente alheia à vontade popular. Precisamos de uma nova forma de representação parlamentar na qual os deputados eleitos expressem os anseios da maioria da população", declarou Luciana Genro. A Deputada do PSOL defendeu a extinção do Senado ao avaliar que as instituições do país estão controladas pelo poder econômico e que converteram-se em verdadeiras promotoras da corrupção e da impunidade.

O acordão que garantiu a vitória de Renan Calheiros unificou a base do governo e foi liderada por um tropa de choque formada por Mercadante, Romero Jucá e Roseana Sarney, sabe-se lá em troca de quê eles conseguiram os 40 votos que abolveram o Presidente do Senado.

Agora, Renan vai enfrentar ainda outras três representações do PSOL por corrupção. Vai seguir sangrando a ferida aberta de uma instituição que não conseguiu acompanhar os passos, ainda que lentos, da democracia brasileira.

Luciana GENRO

PSOL


Loading. Please wait...

Fotos popular