Pravda.ru

CPLP » Brasil

Lula chorou ao receber o diploma do TSE

15.12.2006
 
Lula chorou ao receber o diploma do TSE

 O presidente reeleito do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva atribuiu a vitória nas presidenciais ao apoio que recebeu do "povo mais humilde" em momentos difíceis, contrariando os adversários e os críticos do governo.

Ao receber o diploma do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) depois de ler um discurso curto, com elogios à consolidação da democracia no país e à participação no processo eleitoral, Lula fez um desabafo e chorou, como havia acontecido em sua primeira diplomação, em dezembro de 2002.
"Nos momentos mais difíceis, o povo mais humilde deu uma lição ao Brasil.

Ele assumiu a responsabilidade de dizer em alto e bom som, sem intermediação: eu quero votar do jeito que eu sei votar. E foi isso que garantiu a vitória", disse o presidente.

Lula disse que o segundo mandato lhe confere "uma responsabilidade muito maior". Ainda no desabafo, ele voltou a criticar os chamados "formadores de opinião" que, na avaliação do governo e do PT, não acreditavam nem queriam a reeleição.

"Acabou-se o tempo em que algumas pessoas ousavam dizer nesse país como é que o povo tinha que votar. Acabou-se o tempo do voto de cabresto nesse país", afirmou, aplaudido por seus ministros e pelas autoridades no salão nobre do TSE.

Depois da solenidade, que durou apenas 30 minutos, Lula disse a jornalistas que "o povo não permitiu que determinadas deformações determinassem o processo eleitoral". As eleições foram marcadas por acusações de corrupção contra o governo e o PT.

"Na verdade quem saiu na defesa das políticas sociais do governo, quem saiu na defesa do controle da inflação foi exatamente o povo mais humilde", disse Lula na entrevista.
"O que faz o povo pobre comer mais é a inflação ser baixa. O povo percebeu isso e foi o que me emocionou mais uma vez", acrescentou.

Lula chorou duas vezes durante o improviso, que ele abriu dizendo que não poderia mais se emocionar, como ocorreu na cerimônia de 2002. Naquela ocasião, Lula chorou ao receber o diploma de presidente, segundo ele, "o primeiro de toda a vida"."O primeiro diploma que recebi, estava tomado de um estado emocional que, quatro anos mais velho, não me permito mais", afirmou.
"Se o primeiro mandato era uma boa aventura, de provar que nos tínhamos competência para governar o Brasil, o segundo mandato é a comprovação da legitimidade conquistada e notada pelo povo brasileiro", prosseguiu.


Já provamos que é possível fazer uma forte política de ajuste fiscal, controlar a inflação e agora precisamos provar que é possível fazer a economia crescer com inflação baixa", acrescentou o presidente na entrevista depois da cerimônia.


No discurso oficial, Lula elogiou o TSE pela organização das eleições. Na madrugada de quarta-feira, o tribunal rejeitou as contas do comitê eleitoral do PT, que fez a campanha de Lula, por ter recebido doação ilegal de 10 mil reais de uma empresa aduaneira.

"Agradeço do fundo do coração aos que me elegeram e agradeço também fraternalmente aos que optaram por outras candidaturas", disse ainda o presidente. "É essa pluralidade e diversidade que conseguem consolidar o processo brasileiro de democracia."

 Reuters


Loading. Please wait...

Fotos popular