Pravda.ru

CPLP » Brasil

Papa Bento XVI acredita que latinos são machistas

14.05.2007
 
Papa Bento XVI acredita que latinos são machistas

 O Papa Bento XVI defendeu ontem (13), no último dia da sua visita ao Brasil , a família e pediu que o Estado apóie as mulheres que decidirem dedicar-se somente à criação dos filhos.

Surpreendendo os religiosos na Celam, ele atacou o machismo. “Em algumas famílias da América Latina persiste a desgraça da mentalidade machista, ignorando as condições do cristianismo, que reconhece e proclama a igual dignidade e responsabilidade da mulher e do homem”, criticou.

O Santo Padre  atacou  o aborto e as leis que permitem o uso de anticoncepcionais e a adoção de crianças por casais homossexuais.

“O papel da mãe é fundamental para o futuro da sociedade”, declarou o Papa no discurso que abriu a 5ª Conferência-Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe (Celam), em Aparecida, São Paulo . Mais cedo, missa no pátio da Basílica de N. Srª Aparecida reuniu 150 mil pessoas — menos de um terço do esperado, segundo o jornal O Dia.

O Santo Padre cobrou presença mais ativa do pai na família. “O pai deve ser verdadeiramente pai, que exerce sua responsabilidade indispensável e a colaboração na educação de seus filhos”. Ele criticou o direito de adoção de crianças por casais do mesmo sexo: “Os filhos, para seu crescimento integral, têm o direito de poder contar com o pai e com a mãe”. Conclamou também os jovens a não temer o sacrifício e a resistir às tentações “da felicidade imediata e dos paraísos enganosos da droga, do prazer e do álcool”.

O público na primeira atividade de Bento XVI ontem ficou abaixo do esperado. Cerca de 150 mil fiéis assistiram à celebração ao ar livre na Basílica de Aparecida — a expectativa era de 500 mil. O clero também deixou a desejar: 500 cadeiras ficaram vazias ao lado do altar, uma das alas vip destinadas a convidados. Os padres teriam sido barrados pela segurança porque não tinham credenciais.

Apesar do comparecimento de fiéis abaixo da expectativa, a missa foi explosão de fé. Romeiros de todas as partes do Brasil e de países latino-americanos saudaram o pontífice com gritos de “Bento! Bento!”. Duas mil pessoas foram atendidas nos postos médicos durante a manhã.

Os fiéis começaram a chegar na noite de sexta-feira. Para a aposentada Benta Maria de Souza, 84 anos, valeu a pena o sacrifício. Ela chegou às 21h de sábado. “Vim pedir uma graça”, disse ela, que tem 18 netos. Benta passou a noite com grupo de 52 pessoas de Florianópolis.

Na homilia de 22 minutos, Bento XVI foi aplaudido duas vezes. A primeira quando mencionou o Papa João Paulo II. A segunda, ao chamar Aparecida de “coração mariano do Brasil”.


Loading. Please wait...

Fotos popular