Pravda.ru

CPLP » Brasil

Estudantes ocupam Brasília pelo direito à "educação, emprego e aposentadoria"

13.07.2019
 
Estudantes ocupam Brasília pelo direito à

Estudantes ocupam Brasília pelo direito à "educação, emprego e aposentadoria"

 Por Hora do Povo  Publicado em 12 de julho de 2019

 

Milhares de Estudantes participaram do ato em Brasília - Foto: Mateus Alves/ Cuca da UNE

Milhares de estudantes ocuparam a Esplanada dos Ministérios contra os cortes do governo Bolsonaro na educação e em repúdio à reforma da Previdência. O ato, que teve como mote "Não matem nosso futuro: educação, emprego e aposentadoria", fez parte da programação do 57º Congresso da União Nacional dos Estudantes , que reúne mais de 15 mil estudantes de universidades de todo o país.

"Bolsonaro vai entender que a gente não recua mais, que o estudante vai se manifestar e ocupar as ruas", afirmou a presidente da UNE, Marianna Dias. Para ela, é importante o fato de que o Congresso da UNE esteja acontecendo em Brasília durante os dias em que se vota a reforma da Previdência, pois fica evidente a indignação da juventude e mostra que "os estudantes estão tomando em suas mãos o futuro e querendo escrever a história do país".

Marianna Dias, presidente da entidade - Foto: Cuca da UNE

O protesto foi iniciado em frente ao Museu Nacional de Brasília e seguiu em direção ao Congresso Nacional. Durante todo o ato, os estudantes entoavam palavras de ordem contra o governo Bolsonaro como "Oh Bolsonaro/Queria te dizer/Os estudantes estão na rua e vão derrubar você" e "Eu tou na rua/Sou resistência/Contra a reforma da Previdência". 

O presidente da União Brasileira de Estudantes Secundaristas (UBES), Pedro Gorki, afirmou que a luta dos estudantes "é pela garantia de que cada secundaristas possa entrar na universidade a partir das cotas, da expansão e da garantia da universidade pública, gratuita e de qualidade".

"Estamos deixando claro que a juventude será obstáculo para Bolsonaro, será pedra no caminho daqueles e daquelas que querem atacar os direitos do povo brasileiro", disse. "Os estudantes lutam pela educação e pela democracia, mas também pelo trabalho e por aposentadoria digna".

"Nós vamos sair do Congresso da UNE para convocar o dia 13 de agosto como o terceiro grande dia nacional do tsunami da educação, vamos mobilizar novamente mais de 200 municípios para colocar estudantes nas ruas de todo o Brasil", disse Iago Montalvão, estudante de economia da USP. 

Vinícius Soares, diretor da Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), afirmou que a manifestação "diz em alto e bom som que não iremos arredar o pé, que não permitiremos nenhum direito a menos, que iremos defender a educação, a universidade pública e a pesquisa, sendo esses os pilares para o desenvolvimento nacional".

Durante a manifestação, deputados deixaram o Congresso Nacional para fazer uma saudação aos estudantes. Entre eles estava Orlando Silva (PCdoB-SP), que afirmou que "a UNE tem cumprido um papel fundamental nas lutas do povo brasileiro. A juventude sempre se mostra combativa nos momentos de crise". Deputados do PSB e do PT também participaram.

O ato contou ainda com representantes de sindicatos e das centrais CTB, CUT e CGTB, além de movimentos da luta por moradia, como o MTST.

O 57º Congresso da UNE se estende até o próximo domingo (14), quando serão aprovadas as bandeiras de luta da entidade e eleita a nova diretoria que conduzirá a entidade no próximo período.

 

https://horadopovo.org.br/estudantes-ocupam-brasilia-pelo-direito-a-educacao-emprego-e-aposentadoria/

 


Loading. Please wait...

Fotos popular