Pravda.ru

Negόcios

FIRJAN apóia expansão da indústria criativa

22.05.2008
 
Pages: 12
FIRJAN apóia expansão da indústria criativa

O Sistema Firjan comemora o Dia da Indústria, em maio, com ampla programação de apoio à indústria criativa no estado. É a série Rio Criativo que inclui uma grande exposição no Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), concursos para estimular a geração de novos talentos e um fórum de debates que reunirá notáveis do setor para discutir o papel das indústrias da criatividade no desenvolvimento econômico e social do estado. A inauguração da mostra, a realização do fórum e a divulgação do resultado dos concursos será no próximo dia 27 de maio.

Será lançado, também, estudo ainda inédito no Brasil, que faz o mapeamento da cadeia produtiva da indústria criativa no país e, em especial, no Estado do Rio de Janeiro, para encontrar participação no Produto Interno Bruto (PIB), número de empregados e de estabelecimentos e renda do trabalho, entre outros dados econômicos.

O relatório “A Cadeia Produtiva da Indústria Criativa no Brasil” é o ponto de partida para o Sistema Firjan exercer o papel de articulador entre os diversos elos da cadeia da indústria criativa. O setor desponta como instrumento de estratégia econômica para países em geral e, em particular, para os em desenvolvimento, dada a sua capacidade de gerar mais empregos por valor investido e retorno financeiro superior a vários outros setores da economia. O Rio de Janeiro, por suas características culturais econômicas e históricas, reúne condições únicas para liderar a indústria criativa brasileira.

Dos painéis e discussões programados para o Fórum Rio Criativo, será tirada uma proposta para a formulação de políticas públicas para estimular a indústria criativa, fortalecer as empresas que atuam na área e incentivar investimentos privados para a sua expansão. A iniciativa segue a diretriz traçada pelo Mapa do Desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro, lançado pelo Sistema Firjan, no fim de 2006, e que contou com a participação direta de mais de mil empresários, acadêmicos e especialistas em diferentes áreas da economia fluminense.

Participam do fórum referências nacionais e internacionais, como o consultor em indústrias criativas, Philip Dodd, que colaborou com o governo britânico no desenvolvimento de estratégias para o setor, sendo apontado como um dos responsáveis pela nova imagem da Grã-Bretanha no mapa das artes e do imaginário pop. Dodd - que por sete anos dirigiu o Institute of Contemporary Arts de Londres e foi classificado como um dos 50 maiores gurus do design britânico pela revista Design Week - assessora o governo britânico sobre indústria criativa, atividade que exerce também para o governo chinês. Em Xangai, em 2010, ele vai desenvolver o conteúdo do pavilhão do Reino Unido na exposição mundial sobre o setor.

Participam, ainda, do fórum personalidades que representam a criatividade do Rio, entre elas o jornalista, compositor, escritor, roteirista e produtor musical Nelson Motta, o arquiteto Sérgio Rodrigues, o diretor-executivo da H.Stern, Roberto Stern, o designer Fred Gelli, o cineasta e diretor de fotografia Walter Carvalho, a cineasta Sandra Werneck, o escritor Manoel Carlos, o compositor e arranjador Tim Rescala.

Logo após o fórum serão conhecidos os vencedores do Desafio Rio Criativo (concurso para os recém-formados nas áreas de design e arquitetura) e do Curta Criativo (destinado aos alunos de Comunicação Social). Os primeiros classificados receberão prêmios no valor de R$ 108 mil.

Os curtas premiados serão exibidos no Canal Brasil e no Cine Glória, além do Cineclube Associação Brasileira de Documentaristas e Curtametragistas, na Casa Rui Barbosa, em sessão coletiva. Quatro dos curtas selecionados serão projetados, legendados em francês, no 10º Festival de Cinema Brasileiro, em Paris, que vai de 21 a 27 de maio. Um dos vencedores será apresentado no encerramento do Festival, antes de "Ninguém sabe o duro que dei", filme dirigido por Claudio Manoel, Micael Langer e Calvito Leal sobre a carreira do cantor popular Wilson Simonal. Os vencedores também ganharão quatro latas de negativos de 16 mm como incentivo para fazer seu próximo filme.

Mais visibilidade aos novos artistas também será dada com participação dos trabalhos premiados nas áreas de design e arquitetura na Mostra Rio Criativo do Museu Nacional de Belas Artes, que sintetiza momentos emblemáticos retratados pelos mais diversos e expressivos representantes da chamada indústria criativa. A mostra traça, ainda, as suas perspectivas atuais e futuras, sob a curadoria geral de Fernando Cocchiarale, com o apoio de 15 consultores.

PROGRAMAÇÃO FÓRUM RIO CRIATIVO


08:30h - Credenciamento
09:00h - Abertura:
Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira - presidente do Sistema FIRJAN

09:15h - Painel I: Panorama das indústrias criativas Rio - Brasil - Mundo
Paula Porta - Ministério da Cultura
Philip Dodd - consultor para indústrias criativas da Inglaterra
Julio Bueno - secretário estadual de Desenvolvimento Econômico
Moderador: Chico Pinheiro
10:45h - Painel II: Criativos do Rio para o Mundo
Nelson Motta - jornalista, compositor, escritor, roteirista e produtor musical
Mauro Mattos - publicitário
Sergio Rodrigues - arquiteto
Adriana Rates - secretária estadual de Cultura
Moderador: Chico Pinheiro

12:15h - Almoço

12:15h - Reunião-almoço com as instituições de fomento e apoio à indústria criativa CRIATIVA
Moderador: Roterdam Salomão - superintendente do Sesi e diretor regional do Senai/RJ

Pages: 12

Loading. Please wait...

Fotos popular