Pravda.ru

Negόcios

Análise da Produção Industrial no Brasil

08.07.2008
 
Pages: 123

A PIA - Produto levanta informações sobre a linha de produção das empresas industriais com 30 ou mais pessoas ocupadas, trazendo dados sobre a produção e vendas de cerca de 3.500 itens, que totalizaram em 2006 vendas da ordem de R$ 1,1 trilhão. O estado de São Paulo se manteve na liderança, respondendo por 41,5% das vendas totais, vindo a seguir Minas Gerais (10,4%), Rio Grande do Sul (8,0%), Paraná (7,3%) e Rio de Janeiro (7,3%).

No ranking dos 100 primeiros produtos segundo o valor de vendas, destacavam-se os itens óleo diesel, com cerca de R$ 43 bilhões de vendas, e minério de ferro beneficiado (R$ 25,3 bilhões). As vendas de óleo bruto de petróleo (R$ 15,8 bilhões), como conseqüência da sua crescente participação na pauta de exportações, subiram, entre 2005 e 2006, da 8ª para a 6a posição no ranking nacional, enquanto os telefones celulares (R$ 13,7 bilhões) perderam posição relativa, de 6a em 2005 para 8ª em 2006.


Em 2006, 56,8% das vendas industriais das empresas com 30 pessoas ou mais ocupadas eram gerados por aquelas de maior porte (1.000 ou mais empregados). As empresas com 250 a 999 pessoas ocupadas respondiam por 23,1% das vendas; e as com menos de 250 pessoas, pelos 20,1% restantes. Considerando-se os 100 principais produtos em termos de vendas, os números mostram uma concentração ainda maior nas empresas com 1.000 ou mais empregados, cujas participação correspondia a 73,9% do total em 2006, percentual maior que o de 2005 (72,9%). Nesse grupo de produtos, as empresas de 250 a 999 pessoas contribuíam com 17,0% da receita de vendas; e as de menos de 250, com 9,1%.

No ranking dos produtos vendidos pelas empresas que ocupavam entre 30 e 249 pessoas, os principais destaques foram minério de ferro beneficiado, com 1,6% das vendas, álcool etílico não-desnaturado, anidro ou hidratado para fins carburantes (1,1%) e adubos ou fertilizantes NPK (1,0%). No grupo das empresas que empregavam 250 a 999 pessoas, sobressaíram-se os itens, álcool etílico não-desnaturado, anidro ou hidratado para fins carburantes (2,3%), açúcar cristal (2,1%) e etileno não-saturado (1,7%).

Por fim, nas empresas com 1.000 empregados ou mais, destacaram-se o óleo diesel (6,2%), automóveis de cilindrada > que 1.500 cm3 e/ou < ou igual a 3000 cm3 (4,0%) e minério de ferro beneficiado (3,4%).

Notas:

1 Valor bruto da produção menos o consumo intermediário.

2 Relação entre o valor da transformação industrial e o pessoal ocupado.

3 Razão entre as despesas com pessoal e o valor da transformação industrial.

4 Razão entre número de ocupados e número de empresas.

Prof. Dr. Ricardo Bergamini

ricoberga@terra.com.br
rbfln@terra.com.br
http://paginas.terra.com.br/noticias/ricardobergamini

Pages: 123

Fotos popular