Pravda.ru

Negόcios

Exclusivo: como "toda Brasília" é, realmente, hackeada

01.08.2019
 
Exclusivo: como

Exclusivo: como "toda Brasília" é, realmente, hackeada (bem longe de "Araraquara"...)

(Parte I disponível aqui)

Por "Caos Soberano", analista de cibersegurança e tecnologia, para o Duplo Expresso

Dou aqui sequência à exposição iniciada na Parte I, em que cobri:

- Qual a versão oficial fornecida pela Polícia Federal; e
- Quais as falhas nessa versão.

Nesta Parte II, vou esclarecer:

- Qual a possibilidade de uma ação conforme vem sendo descrita pela imprensa (nenhuma!);
- Qual a linha do tempo dos eventos;
- Quais as narrativas alternativas e as contradições;
- O que é SS7 - a rede atacada;
- Algumas especulações baseadas em experiências anteriores e técnicas de invasão comprovadamente eficazes a respeito do que pode - realmente - ter ocorrido;
- Teoria - e prática - da conspiração;
- O objetivo: o "Patriot Act" Tabajara (PL 2.418/2019);
- Uma última palavra sobre "hackers", "crackers" e (in-) segurança de redes: o verdadeiro inimigo.

Mãos à obra.

 

- Qual a possibilidade de uma ação conforme vem sendo descrita pela imprensa (nenhuma!)

Basicamente, a imprensa em geral não tem feito nada além de reproduzir de forma totalmente acrítica toda a narrativa divulgada por Sergio Moro e a PF. Não passa muito disso, salvo honrosas exceções. É quase inacreditável - i.e., à primeira vista - que (i) nenhum especialista em Telecom tenha sido consultado; (ii) as assessorias de imprensa das operadoras não tenham sido questionadas a respeito do ocorrido; e (iii) a ninguém tenha ocorrido testar (!) essa versão tosca em seus próprios aparelhos celulares!

(ensinamos como fazer o teste na Parte I)

De forma mais inacreditável ainda, dentro do "PIGuinho vermelho", a (autodeclarada) "blogosfera progressista",ninguém se mobilizou para desmascarar, de forma séria e coerente, a farsa do "hacker de Araraquara", com informações técnicas e utilizando o teste "dificílimo" que propus: discar o próprio número do seu celular.

*

- Qual a linha do tempo dos eventos

  • 04 de Junho - Moro declara que seu celular foi "hackeado";
  • 09 de Junho - Primeiras mensagens divulgadas por Glenn Greenwald no "VazaJato";
  • 10 de Junho - Dallagnol se pronuncia;
  • 12 de Junho - "Aqui é o hacker" - mensagem provocativa enviada por um suposto "hacker" a um grupo mantido - no Telegram - por membros de um Tribunal;
  • 14 de Junho - Primeira entrevista de Moro após os vazamentos;
  • 19 de Junho - Moro sabatinado pelo Senado;
  • 25 de Junho - Glenn Greenwald vai à Câmara;
  • 02 de Julho - Moro sabatinado na Câmara;
  • 07 de Julho - Divulgações são "sensacionalistas", diz Moro;
  • 08 de Julho - Dallagnol se recusa a dar esclarecimentos na Câmara;
  • 09 de Julho - Glenn Greenwald vai ao Senado;
  • 23 de Julho - Prisão de quatro "suspeitos" da invasão de celulares de autoridades em Araraquara-SP e região;
  • 25 de Julho - Moro "avisa" a autoridades que foram "hackeadas".

Ler o original e na íntegra

https://duploexpresso.com/?p=106901

 


Loading. Please wait...

Fotos popular